Como orar pela libertação

De Wiki Canção Nova
Ir para: navegação, pesquisa

Pe Ruffus - 15/11/2010 - código CD 25. 07264 DVD 26. 07264

Adquira esta Pregação pela Central de Atendimento 24 horas (12)3186 2600 ou shopping.cancaonova.com

Pe Ruffus


O que precisamos fazer na oração de libertação? Precisamos de algo sistemático. Você não pode rezar de qualquer maneira. Jesus ensina como rezar no Evangelho de São Lucas 11,5 “Pedi e recebereis”. Peça uma vez e receberás. Deus não é surdo e Ele nos ama. A oração sempre é respondida porque Deus é nosso Papai.


Local: Centro de Evangelização Dom João Hipolito de Morais . / Cachoeira Paulista.


Horário: 11:15 Hs. / Acampamento Cura e Libertação “Por suas chagas fomos curados”


Conteudo da Pregação


O que precisamos fazer na oração de libertação? Precisamos de algo sistemático. Você não pode rezar de qualquer maneira. Jesus ensina como rezar no Evangelho de São Lucas 11,5 “Pedi e recebereis”. Peça uma vez e receberás. Deus não é surdo e Ele nos ama. A oração sempre é respondida porque Deus é nosso Papai.

Como devemos rezar por libertação?

Primeiro é preciso saber quais as áreas que estão sobre ataque do demônio. E a primeira área de nossa vida que pode estar sobre ataque do demônio é nossa vontade, pois ela é o maior presente de Deus para nós, Ele respeita nossa liberdade que deve ser usada para o bem e não para nós mesmos e nem para o inimigo.

Qual foi a oração de Jesus quando o demônio estava tentando-o para não caminhar para a crucifixão? “Não seja feita a minha vontade, mas a vontade do Pai.” Quando Jesus nos ensinou a rezar o que Ele disse? “Pai, seja feita a Sua vontade aqui na terra como no céu”. O inimigo quer atacar a vontade, é o que chamamos de atos compulsivos de pecados: drogas, sexo, abuso de crianças... Precisamos rezar como Maria: “Senhor, seja feito a Sua vontade”.

O inimigo pode atacar as nossas mentes com o que chamamos de seitas. E uma vez que um jovem se encontra com essas seitas, é difícil retirá-los.

O inimigo pode atacar nossas emoções com medos, invejas, tendências suicidas. Que suas emoções não estejam abertas para que o inimigo entre em sua vida. Por exemplo, inveja entre amigos, ciúmes entre profissionais, e tudo mais, principalmente tendências suicidas, isso é trabalho de satanás.

O inimigo pode também atacar nosso corpo. A maioria dos casos que atendi aqui no Brasil principalmente nesses três dias, são casos em que as pessoas disseram que os médicos não puderam curar e nem sabem o que é a doença. O inimigo pode trazer doenças que não tem explicação humana, pessoas que tem dor no corpo inteiro.

Ele quer atacar nossas propriedades, casas, veículos, quarto. Ele ataca principalmente os que são as lideranças do nosso país e na Igreja. Quer atacar o Papa, bispos, padres. O demônio quer atacar os relacionamentos matrimoniais, relacionamentos de família, pais e filhos, e entre irmãos. Tudo isso é muito importante saber, temos que ser específicos. Eu preciso saber a fonte daquele ataque, e a primeira fonte é a árvore genealógica. Talvez alguns de meus ancestrais foram envolvidos com práticas ocultas, por isso a Igreja nos leva a rezar em cada Missa por aqueles que morreram

Outra fonte de ataque pode ser nossos parentes, vizinhos, por causa de inveja e ciúmes.

Estava dando um retiro no Sul da Índia para padres e leigos, e no último dia um homem veio com seu filho que parecia ter uns 15 anos. O seu filho mais velho quando tinha 10 anos fugiu de casa e eles não o encontraram e depois de cinco anos ele voltou, e no outro dia tomou remédio de matar barata e morreu.

O segundo filho quando fez 10 anos fugiu de casa e depois de cinco anos voltou e no dia seguinte tomou o mesmo veneno que o irmão.

O terceiro filho quando atingiu a mesma idade de 10 anos fugiu de casa e voltou depois de 5 anos, mas a família sabendo do que já tinha acontecido, observava o filho todos os dias. Então o pai trouxe até mim aquele filho que parecia bom menino. Eu perguntei para ele se ele queria se matar, e ele disse que não.

Mas que, alguma coisa estava o empurrando para que ele se matasse. E olhando em seus olhos eu sabia o que era; disse ao pai que passaria em sua casa no outro dia. Quando sair do retiro me deram uma carona e eu fui levado no carro com pessoas bem fortes que estavam também fazendo retiro. O pai dizia que achava que era a mulher de seu irmão mais velho, que tinha colocado essa maldição para destruir a família por causa de propriedade. Eu disse ao homem que poderia ser ou não verdade, mas que ele precisa perdoar sua cunhada. E fomos rezar juntos na sala da casa. Depois de um pouco de oração, eu perguntei se estavam sentindo alguma coisa. O rapaz disse que estava sentindo muita dor no corpo. Pedi para que as mulheres saíssem da sala e fechei todas as portas e janelas. Eu fui por trás do garoto e impus minhas mãos sobre ele, e imediatamente ele foi lançado no chão, e o poder do mal era tão forte que todos os homens precisavam segurá-lo. Ele disse que estava bem, mas quando o soltaram ele correu para se jogar num poço, os homens o seguraram e eu pedi para não soltá-lo.

E quando Deus disse que estava tudo certo eu pedi para soltá-lo. Enquanto os homens estavam suados de segurá-lo, o pai estava ajoelhado rezando e chorando, e eu disse ao pai: “quero que você peça perdão ao seu filho. Mesmo sabendo que o demônio é o culpado e que sua cunhada tenha colocado a maldição, peça perdão ao seu filho”. Quando aquele homem olhava para o filho e dizia me perdoa filho, o demônio respondia cala boca. E eu disse ao pai: “é uma luta entre você e o demônio pela vida de seu filho”. E foi esse amor humilhante do pai, que quebrou o poder de satanás.

A segunda fonte pelo qual o mal pode nos atacar é nossa própria família por causa de inveja e dos bons casamentos, ou ciúmes por causa da situação financeira, ou somente por raiva. A terceira fonte sou eu mesmo, não culpe somente os membros de sua família. Se eu fui a qualquer um que não seja Jesus e me abri ao poder do mal, a culpa é minha. Se me expus a práticas ocultas, aos líderes de espíritos, aqueles que prometem trabalho não em nome de Jesus, então estou me expondo ao poder de satanás e que segue até a quarta geração. Esta é a principal fonte do mal, eu mesmo.

Terceiro lugar eu preciso saber quais são os meios de comunicação que me atingem com o mal. E o demônio vai usar todo meio de comunicação para destruir você, músicas, presentes e até mesmo objetos religiosos. Ele nunca dorme, nunca se cansa. Nós dormimos, nos cansamos, por isso somos atacados. Ele pode usar comida e bebida para nos atacar.

O inimigo pode usar também a música, rock pesado, música satânica. Eu vi a juventude ser possuída quando estava ouvindo uma música satânica. A pessoa pode ser possuída vendo alguns programas na internet e também na TV. Em alguns países da Europa eu vi que só colocam joguinhos tolos para as crianças, desenhos violentos, sexo e nada para a família. Por isso devemos agradecer a Deus pelas TV's católicas do mundo, especialmente a Canção Nova. Por isso eu agradeço a Deus por pessoas como padre Jonas, Eto, Luzia e outros líderes. Muito mais ainda precisa ser feito no Brasil, muito já foi feito, mas muito mais precisa ser feito

O inimigo pode usar o telefone com chamadas mudas, onde do outro lado a pessoas podem estar colocando uma maldição, e até por e-mails.

Ele pode usar presentes. Tenha cuidado com presentes que recebe e de quem recebe, principalmente presentes de casamentos. Eu estava rezando por um jovem que eu conhecia, era recém-casado, logo após o casamento foram para a lua de mel, e quando voltaram para Bombain ele me ligou e foi se encontrar comigo. Ele me disse que os primeiros dias da lua de mel foram lindos, mas depois de alguns dias, não conseguiam ter um relacionamento sexual certo e estavam muito triste. Eu fiz uma oração, e a jovem estava me dizendo que ela já tinha se apaixonado por outro jovem, mas ela descobriu que ele não era bom e cortou o relacionamento, e que o homem disse que queria vê-la casar, mesmo com outro. então ela o convidou para seu casamento. Seu esposo, disse que no dia casamento abriram os presentes e tinha um presente desse rapaz do último relacionamento. E sabe o que tinha naquele presente? Era uma roupa íntima suja, e com frequência roupa íntima suja é usada para maldição, e tinha também preservativos. A gente não queria ter filhos, disse o jovem, e usei os preservativos que tinha e quando acabou me lembrei dos preservativos que tinha no presente e usei, e a partir daquele dia não conseguimos ter relação sexual. Então o que eu fiz? Abençoei os presentes pedindo ao Senhor para destruir o mal e rezei pelo casal. No outro dia ele me ligou e disse: “padre, continuamos nossa lua de mel, tudo está perfeito”.

O inimigo pode usar objetos religiosos colocando força maligna neles, eu não acreditava nisso, se eu mesmo não tivesse visto. Havia uma família em Bombain muito próxima a mim. A mãe da família me ajudava a rezar por libertação e o filho mais jovem era também meu assistente. Eles tinham um grupo de oração em casa.

Um dia, esse jovem acabou me dizendo: “padre tenho vergonha de lhe dizer, mas nos últimos nove meses tenho dificuldade de rezar e ficar em casa, prefiro ficar fora. Na nossa casa não tem mais amor e partilha. O senhor poderia rezar uma Missa pela cura da nossa família?” Eu rezei a Missa pela cura da família. Depois da Missa trouxeram uma estátua do Sagrado Coração de Jesus, muito linda, muito cara. Eu abençoei a estátua e rezei, e enquanto estava fazendo isso, a esposa do irmão mais velho que era filipina caiu no chão e começou a falar possessa pelo demônio, que usava a voz da esposa de um casal amigo deles, que era sócio na imprensa era um casal indu.

E quando eu abençoava a voz era da esposa do sócio, e ela começou a falar a língua que ela não conhecia e começou a dizer em indu: “eu dei essa estátua para essa família e coloquei maldição para destruir essa família porque são casais amados, enquanto meu casamento é tão ruim, são tão ricos e nós temos todo tipo de problemas. Coloquei uma maldição nessa imagem caríssima para destruí-los”.

O demônio usa até de objetos sagrados. Quando ela voltou a consciência não sabia o que estava acontecendo e não contei para ela,. Eu disse para essa família que estátua tinha que sair da casa naquela noite, que não poderiam mantê-la nem por mais um dia. Eles pegaram dois martelos quebraram a estátua em vários pedaços e jogaram no mar e continuaram a fazer o lindo trabalho no ministério.

Conclusão: sempre abençoe os objetos religiosos, mesmo coisas trazidas de lojas. Você tem certeza que não foi amaldiçoado? O inimigo é esperto, usa de tudo para destruir a Igreja e as famílias católicas, tenha tudo abençoado em sua casa.

Somente quando sei as causas das aflições demoníacas, os meios que usa para contaminar-me é que eu posso rezar. Simplesmente fazer o sinal da cruz pode ser uma oração poderosa de libertação, rezando o Pai-nosso. Mas na Renovação Carismática Católica (RCC) vemos o poder de rezar em línguas para libertação de alguém. Rezo em línguas porque o Espírito Santo sabe os problemas das pessoas. João diz em sua carta: que o mundo está sob o poder de satanás, essa é uma má notícia, mas quero terminar com uma boa notícia, Jesus diz: “não tenhais medo, porque eu venci o mundo


Detalhes


  • Como devemos rezar por libertação?
  • Primeiro é preciso saber quais as áreas que estão sobre ataque do demônio. E a primeira área de nossa vida que pode estar sobre ataque do demônio é nossa vontade, pois ela é o maior presente de Deus para nós, Ele respeita nossa liberdade que deve ser usada para o bem e não para nós mesmos e nem para o inimigo.
  • O inimigo pode atacar as nossas mentes com o que chamamos de seitas. E uma vez que um jovem se encontra com essas seitas, é difícil retirá-los.
  • O inimigo pode atacar nossas emoções com medos, invejas, tendências suicidas. Que suas emoções não estejam abertas para que o inimigo entre em sua vida.
  • Por exemplo, inveja entre amigos, ciúmes entre profissionais, e tudo mais, principalmente tendências suicidas, isso é trabalho de satanás.
  • O inimigo pode também atacar nosso corpo. A maioria dos casos que atendi aqui no Brasil principalmente nesses três dias, são casos em que as pessoas disseram que os médicos não puderam curar e nem sabem o que é a doença.
  • O inimigo pode trazer doenças que não tem explicação humana, pessoas que tem dor no corpo inteiro.
  • Outra fonte de ataque pode ser nossos parentes, vizinhos, por causa de inveja e ciúmes.
  • Estava dando um retiro no Sul da Índia para padres e leigos, e no último dia um homem veio com seu filho que parecia ter uns 15 anos. O seu filho mais velho quando tinha 10 anos fugiu de casa e eles não o encontraram e depois de cinco anos ele voltou, e no outro dia tomou remédio de matar barata e morreu.
  • O segundo filho quando fez 10 anos fugiu de casa e depois de cinco anos voltou e no dia seguinte tomou o mesmo veneno que o irmão.
  • O terceiro filho quando atingiu a mesma idade de 10 anos fugiu de casa e voltou depois de 5 anos, mas a família sabendo do que já tinha acontecido, observava o filho todos os dias.
  • Então o pai trouxe até mim aquele filho que parecia bom menino. Eu perguntei para ele se ele queria se matar, e ele disse que não.
  • Mas que, alguma coisa estava o empurrando para que ele se matasse. E olhando em seus olhos eu sabia o que era; disse ao pai que passaria em sua casa no outro dia. Quando sair do retiro me deram uma carona e eu fui levado no carro com pessoas bem fortes que estavam também fazendo retiro.
  • O pai dizia que achava que era a mulher de seu irmão mais velho, que tinha colocado essa maldição para destruir a família por causa de propriedade. Eu disse ao homem que poderia ser ou não verdade, mas que ele precisa perdoar sua cunhada. E fomos rezar juntos na sala da casa. Depois de um pouco de oração, eu perguntei se estavam sentindo alguma coisa.
  • O rapaz disse que estava sentindo muita dor no corpo. Pedi para que as mulheres saíssem da sala e fechei todas as portas e janelas. Eu fui por trás do garoto e impus minhas mãos sobre ele, e imediatamente ele foi lançado no chão, e o poder do mal era tão forte que todos os homens precisavam segurá-lo.
  • Ele disse que estava bem, mas quando o soltaram ele correu para se jogar num poço, os homens o seguraram e eu pedi para não soltá-lo.
  • E quando Deus disse que estava tudo certo eu pedi para soltá-lo. Enquanto os homens estavam suados de segurá-lo, o pai estava ajoelhado rezando e chorando, e eu disse ao pai: “quero que você peça perdão ao seu filho.
  • Mesmo sabendo que o demônio é o culpado e que sua cunhada tenha colocado a maldição, peça perdão ao seu filho”. Quando aquele homem olhava para o filho e dizia me perdoa filho, o demônio respondia cala boca. E eu disse ao pai: “é uma luta entre você e o demônio pela vida de seu filho”. *E foi esse amor humilhante do pai, que quebrou o poder de satanás.
  • A segunda fonte pelo qual o mal pode nos atacar é nossa própria família por causa de inveja e dos bons casamentos, ou ciúmes por causa da situação financeira, ou somente por raiva.
  • A terceira fonte sou eu mesmo, não culpe somente os membros de sua família. Se eu fui a qualquer um que não seja Jesus e me abri ao poder do mal, a culpa é minha. Se me expus a práticas ocultas, aos líderes de espíritos, aqueles que prometem trabalho não em nome de Jesus, então estou me expondo ao poder de satanás e que segue até a quarta geração. Esta é a principal fonte do mal, eu mesmo.
  • Terceiro lugar eu preciso saber quais são os meios de comunicação que me atingem com o mal. E o demônio vai usar todo meio de comunicação para destruir você, músicas, presentes e até mesmo objetos religiosos. Ele nunca dorme, nunca se cansa. Nós dormimos, nos cansamos, por isso somos atacados. Ele pode usar comida e bebida para nos atacar.
  • Ele pode usar presentes. Tenha cuidado com presentes que recebe e de quem recebe, principalmente presentes de casamentos. Eu estava rezando por um jovem que eu conhecia, era recém-casado, logo após o casamento foram para a lua de mel, e quando voltaram para Bombain ele me ligou e foi se encontrar comigo. Ele me disse que os primeiros dias da lua de mel foram lindos, mas depois de alguns dias, não conseguiam ter um relacionamento sexual certo e estavam muito triste.
  • Eu fiz uma oração, e a jovem estava me dizendo que ela já tinha se apaixonado por outro jovem, mas ela descobriu que ele não era bom e cortou o relacionamento, e que o homem disse que queria vê-la casar, mesmo como outro. então ela o convidou para seu casamento. Seu esposo, disse que no dia casamento abriram os presentes e tinha um presente desse rapaz do último relacionamento. E sabe o que tinha naquele presente?
  • Era uma roupa íntima suja, e com frequência roupa íntima suja é usada para maldição, e tinha também preservativos. A gente não queria ter filhos, disse o jovem, e usei os preservativos que tinha e quando acabou me lembrei dos preservativos que tinha no presente e usei, e a partir daquele dia não conseguimos ter relação sexual. Então o que eu fiz? Abençoei os presentes pedindo ao Senhor para destruir o mal e rezei pelo casal. No outro dia ele me ligou e disse: “padre, continuamos nossa lua de mel, tudo está perfeito”.
  • O inimigo pode usar objetos religiosos colocando força maligna neles, eu não acreditava nisso, se eu mesmo não tivesse visto. Havia uma família em Bombain muito próxima a mim. A mãe da família me ajudava a rezar por libertação e o filho mais jovem era também meu assistente. Eles tinham um grupo de oração em casa.
  • Um dia, esse jovem acabou me dizendo: “padre tenho vergonha de lhe dizer, mas nos últimos nove meses tenho dificuldade de rezar e ficar em casa, prefiro ficar fora. Na nossa casa não tem mais amor e partilha. O senhor poderia rezar uma Missa pela cura da nossa família?” Eu rezei a Missa pela cura da família.
  • Depois da Missa trouxeram uma estátua do Sagrado Coração de Jesus, muito linda, muito cara. Eu abençoei a estátua e rezei, e enquanto estava fazendo isso, a esposa do irmão mais velho que era filipina caiu no chão e começou a falar possessa pelo demônio, que usava a voz da esposa de um casal amigo deles, que era sócio na imprensa era um casal indu.
  • E quando eu abençoava a voz era da esposa do sócio, e ela começou a falar a língua que ela não conhecia e começou a dizer em indu: “eu dei essa estátua para essa família e coloquei maldição para destruir essa família porque são casais amados, enquanto meu casamento é tão ruim, são tão ricos e nós temos todo tipo de problemas. Coloquei uma maldição nessa imagem caríssima para destruí-los”.
  • O demônio usa até de objetos sagrados. Quando ela voltou a consciência não sabia o que estava acontecendo e não contei para ela,. Eu disse para essa família que estátua tinha que sair da casa naquela noite, que não poderiam mantê-la nem por mais um dia. Eles pegaram dois martelos quebraram a estátua em vários pedaços e jogaram no mar e continuaram a fazer o lindo trabalho no ministério.
  • Conclusão: sempre abençoe os objetos religiosos, mesmo coisas trazidas de lojas. Você tem certeza que não foi amaldiçoado? O inimigo é esperto, usa de tudo para destruir a Igreja e as famílias católicas, tenha tudo abençoado em sua casa.
  • Somente quando sei as causas das aflições demoníacas, os meios que usa para contaminar-me é que eu posso rezar. Simplesmente fazer o sinal da cruz pode ser uma oração poderosa de libertação, rezando o Pai-nosso.
  • Mas na Renovação Carismática Católica (RCC) vemos o poder de rezar em línguas para libertação de alguém. Rezo em línguas porque o Espírito Santo sabe os problemas das pessoas. João diz em sua carta: que o mundo está sob o poder de satanás, essa é uma má notícia, mas quero terminar com uma boa notícia, Jesus diz: “não tenhais medo, porque eu venci o mundo
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas