Dependencias e a recuperação

De Wiki Canção Nova
Ir para: navegação, pesquisa

Carlos Humberto e Pe Edilson - 28/11/2010 - código CD 25. 07304 DVD 26. 07304

Adquira esta Pregação pela Central de Atendimento 24 horas (12)3186 2600 ou shopping.cancaonova.com

Carlos Humberto e Pe Edilson


A vida é cheia de desafios, nada é fácil. São Paulo escreveu para a Pastoral da Sobriedade. “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver caridade, sou como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine. Mesmo que eu tivesse o dom da profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência; mesmo que tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver caridade, não sou nada.


Local: Rincão do meu Senhor . / Cachoeira Paulista.


Horário: 11:15 Hs. / Acampamento da Pastoral da Sobriedade


Conteudo da Pregação


Pe Edson é da diocese Leopoldina MG, A vida é cheia de desafios, nada é fácil. São Paulo escreveu para a Pastoral da Sobriedade. “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver caridade, sou como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine. Mesmo que eu tivesse o dom da profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência; mesmo que tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver caridade, não sou nada. Ainda que distribuísse todos os meus bens em sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, se não tiver caridade, de nada valeria! A caridade é paciente, a caridade é bondosa. Não tem inveja. A caridade não é orgulhosa. Não é arrogante. Nem escandalosa. Não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não guarda rancor. Não se alegra com a injustiça, mas se rejubila com a verdade. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. A caridade jamais acabará. As profecias desaparecerão, o dom das línguas cessará, o dom da ciência findará. A nossa ciência é parcial, a nossa profecia é imperfeita. 1Quando chegar o que é perfeito, o imperfeito desaparecerá” (I Corintios 13, 1-10). Tem que ter carisma, amor e entrega para a pastoral ir para frente. Diante das nossas limitações Deus nos chama para seu Reino. Temos que reconhecer nossos limites, mas reconhecer também o que Deus plantou no coração de cada um de nós. Temos que ter paciência. Quem ama não quer ostentação. Para doar para a pastoral não podemos estar esperando nada. A recompensa maior é poder servir. Quem ama sofre, por isso muitas vezes temos medo de amar a Deus, amar pessoas, o amor é exigente. Temos que ter amor e esperança. A esperança não decepciona. Eu não acredito em transformação se Deus não estiver presente, eu não acredito em comunidades terapêuticas que não têm a presença de Deus.

Detalhes

  • I Corintios 13, 1-10
  • Pe Edson é da diocese Leopoldina MG,
  • Temos que ter paciência. Quem ama não quer ostentação. Para doar para a pastoral não podemos estar esperando nada.
  • A recompensa maior é poder servir. Quem ama sofre, por isso muitas vezes temos medo de amar a Deus, amar pessoas, o amor é exigente.
  • Temos que ter amor e esperança. A esperança não decepciona.
  • Eu não acredito em transformação se Deus não estiver presente, eu não acredito em comunidades terapêuticas que não têm a presença de Deus.