Dom Filippo Santoro

De Wiki Canção Nova
Ir para: navegação, pesquisa
Dom Filippo

Dom Filippo Santoro (Bari, Itália, 12 de Julho de 1948 -), é o atual bispo da diocese de Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro.

Biografia

Graduou-se em Filosofia pela Universidade Católica Sagrado Coração de Milão, em Teologia pela Pontifícia Universidade Gregoriana, Roma e doutourou-se em Teologia Dogmática, pela PUC Roma e Filosofia em Milão.

Ordenado padre em 20 de maio de 1972 em sua cidade natal, foi professor de Filosofia e Diretor do "Instituto Superior de Teologia para Leigos" da Arquidiocese de Bari entre 1974 e 1984, quando foi convidado por Dom Eugênio Sales para implementar o movimento Comunhão e Libertação na Arquidiocese do Rio de Janeiro. Nesta arquidiocese exerceu diversas funções pastorais e em diversas universidades. Foi membro da delegação da Santa Sé na ECO-92. Foi perito teológico na Quarta Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano em Santo Domingo de 12 a 28 de outubro de 1992. Foi também membro da Comissão Diocesana de Doutrina, do Conselho Presbiterial, e realizou Trabalho Pastoral na Paróquia Nossa Senhora de Copacabana.

Em 10 de abril de 1996 foi nomeado Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, recebendo a ordem em 29 de junho do mesmo ano. Em 12 de maio de 2004 foi nomeado Bispo da Diocese de Petrópolis.

Como bispo, foi animador do Vicariato Sul, Responsável-Coordenador dos movimentos e associações de leigos, representante da Arquidiocese no Conselho Universitário da PUC-RJ, Membro da Comissão Episcopal de Doutrina da CNBB, Presidente do CONIC-Rio. Atuou ainda na Pastoral da Saúde, no Ensino Religioso nas escolas católicas e oficiais e na Pastoral de políticos católicos. Foi considerado um articulador político do então arcebispo Dom Eugênio Sales. Foi um dos negociadores para implementação da lei que torna o ensino religioso obrigatório nas escolas do governo no estado do Rio de Janeiro, em 2003.

No Regional Leste 1 da CNBB foi Bispo Referencial da Pastoral da Educação, da Pastoral do Ensino Religioso e da Pastoral do Laicato.

A partir de 1985 foi professor nas seguintes instituições:

  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, onde ensina Teologia Dogmática na Pós-graduação e na Graduação.
  • Seminário Arquidiocesano São José do Rio de Janeiro, onde leciona Teologia e Filosofia.
  • Escola Teológica da Congregação Beneditina do Brasil no Rio de Janeiro, onde ministra a cadeira de Teologia Dogmática.

Presentemente exerce também os seguintes cargos:

  • Grão-Chanceler da Universidade Católica de Petrópolis;
  • Presidente da Instituição Communio, mantenedora de COMMUNIO: Revista Internacional de Teologia e Cultura;
  • Presidente do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Rio de Janeiro (CONIC-RJ);
  • Membro da Comissão Episcopal para a Doutrina da Fé da CNBB.

Obras publicadas

  • La Comunità condizione della Fede; ed. Jaca Book Milano, 1977;
  • 500 Anos de Evangelização. Partir Novamente de um Fato e de uma Presença;
  • Jesus Cristo Ontem, Hoje e Sempre (Heb 13,8), ed. Ilimitada São Paulo, 1992;
  • Santo Domingo: La Novedad de um Método in "Communio"; Ed. Española (n. 1, enero-febrero 93) pp. 31-45. Ediciones Encuentro, Madrid, 1993;


  • A audácia da razão e o fascínio da fé, Fides et Ratio, in REB Março 1999;
  • Percorrer a distância entre a realidade e o mistério; Novos Paradígmas e Teologia em: Atualidade teológica (PUC-RJ), Nº 5 julho-dezembro-1999;
  • A dimensão trinitária da vida sacerdotal, Communio, Ed. Brasileira Nº 82, janeiro-julho 2000;
  • Percorrer a distância entre a realidade e o mistério,in Percorrer distâncias: um desafio para a razão humana, Ed. USP, Campus Ribeirão Preto, 2001;
  • A Igreja como Sacramento. Símbolo, memória e evento, em: revista Eclesiástica Brasileira (REB);
  • O Ensino Religioso: Identidade e Pluralismo em Revista: "Communio" Ed. Brasileira.

Sucessão

D. Santoro é o quarto bispo da Diocese de Petrópolis.

Possível Arcebispo do Rio de Janeiro

No dia 15 de dezembro de 2008, o Ex-Blog do então prefeito do Rio de Janeiro Cesar Maia afirmou que Dom Filippo é um dos três nomes de candidatos à sucessão do Arcebispo do Rio de Janeiro, o cardeal Dom Eusébio Oscar Scheid. Os outros candidatos são Dom Orani João Tempesta e Dom Walmor Oliveira de Azevedo. Segundo o Ex-Blog, a nomeação poderá ocorrer em março de 2009.

Referência:

Wikipédia