Felizes os humildes em espírito

De Wiki Canção Nova
Ir para: navegação, pesquisa
Dunga
Por si só cantar é muito bom, mas só isso não basta. A música em si faz parte de um contexto faz parte da evangelização. Para nós que somos mais do que cantores, nós que somos ministros, precisamos ter uma referência para cantar, a referência é Jesus.

(Mateus 9,35) Jesus começou a percorrer todas as cidades e povoados ensinando em suas sinagogas, proclamando a Boa Nova do reino e curando todo o tipo de doença de enfermidade. Ao ver as multidões Jesus encheu-se de compaixão por elas, porque estavam cansadas e abatidas como ovelhas que não tem pastor.

Alguns de nós em menor proporção também já vive isso dentro do ministério de música, existem pessoas que viajam muito, outras não. Ou você vai até as pessoas ou as pessoas passam por você. Então muitos já vivem, em grau menor, aquilo que Jesus viveu.

Se prenda a essa frase: Ao ver as multidões Jesus encheu-se de compaixão por elas. Se compadecer é compadecer com uma pessoa, isso é lindo. A grande e maior motivação de Jesus é a compaixão que ele tem pelos outros. Ele sofre o que você sofre, se compadece com você. Você precisa ter compaixão. Se você começa a exercer qualquer ministério dentro da igreja com essa visão o seu ministério vai pra frente. Oministério de música principalmente, porque música é sentimento, imagina esse sentimento banhado de compaixão pelas pessoas.

Olha como as multidões estavam cansadas e abatidas como ovelhas que não tem pastor, é assim que está a nossa igreja. Graças a Deus os grupos da RCC, os acampamentos que a Canção Nova faz são exatamente os lugares que essas pessoas chegam. Por que é pra nós que Deus envia estas pessoas. Se cantar já é bom imagina cantar com compaixão. Imagina cantar sentindo a dor da pessoa. Compaixão pelo povo que te ouve. A hora que você colocar pra fora o dom gratuito que Deus te deu ,com compaixão, ele vai funcionar.

Se encha de compaixão pelo seu povo. O seu próximo é aquele de quem você se aproxima. Cante com amor. Muito mais do que o prazer de cantar uma determinada música é o prazer de saber que eu estou tocando alguém com a minha música. Tocar o coração das pessoas, curar o coração. Não existe pessoas más existem pessoas que tem feridas. E essas feridas através da nossa música vão se fechando. Mas eu preciso querer enxergar essa ferida, ter compaixão pelo irmão. A nossa motivação tem que ser a compaixão por próximo. De um passo além do microfone, penetre no coração das pessoas.

Muitas vezes você é aquilo que a gente desperta em você. Ao ver as multidões Jesus encheu-se de compaixão por elas, porque estavam cansadas e abatidas como ovelhas que não tem pastor. Se eu chegar aqui cheio de compaixão por vocês, eu vou despertar a compaixão em vocês. É por isso que a música dá certo. Cante amando que as coisas acontecem.

Quando Jesus ressuscitou Lázaro, ele chorou. Ele sabia que ia ressuscitá-lo e mesmo assim chorou. Chorou porque ele se compadeceu por Marta e Maria que choravam muito. Ele sentiu a dor delas. Se dói em você, dói em Jesus.

Quando cantamos precisamos amar as pessoas. Irmão dignifica o ministério que Deus te deu, faça valer o que Deus investiu em você. Cante, mas não cante por cantar. Cante amando essas pessoas. Felizes os humildes em espírito porque deles é o reino dos céus. A partir de hoje quando você for cantar, antes ame o que você faz e pra quem você faz. A regra é apenas uma, ame e faça tudo que você quiser.


Veja mais

Palestras Músicos