Fraternidade Internacional das Novas Comunidades

De Wiki Canção Nova
Ir para: navegação, pesquisa

Índice

Fraternidade Internacional das Novas Comunidades

Fruto do Concílio Ecumênico do Vaticano II, na providencial descoberta da dimensão carismática da Igreja e da consciência da intrínseca dimensão institucional e carismática na sua constituição e contínua reedificação, o Santo Padre João Paulo II ressaltou, dentro das várias correntes de graças, o consolidar de uma singular linha de ação dos movimentos eclesiais e das novas comunidades.

Nasce a Fraternidade Internacional das Novas Comunidades em 30 de Novembro de 1990 depois de vários anos de diálogo informal com o Conselho Pontifício para os Leigos.

Dois importantes momentos marcaram a sua inauguração. O primeiro foi um encontro matinal na capela privada do Santo Padre com 38 membros de comunidades católicas carismáticas de todo o mundo. O segundo momento que marcou esta inauguração foi o encontro com o Presidente do Conselho para os Leigos e o Executivo da Fraternidade, onde o Cardeal Pironio apresentou o decreto que reconhece a Fraternidade como Associação Privada de Cristãos fiéis, com direito pontifício e ainda com personalidade jurídica.

A Fraternidade Internacional das Novas Comunidades compõem-se de 34 comunidades-membro, 6 comunidades amigas e 3 associações-membro.

É desejo da Fraternidade Internacional das Novas Comunidades que os seus membros sejam formados de forma a comungarem com a Igreja e seu ardor apostólico. Para isso é seu objetivo:

  1. Promover a vida espiritual da Igreja na vida da Fraternidade: leitura orante da Palavra de Deus; participação na Liturgia da Igreja (especialmente sacramental – Eucaristia Reconciliação), e as práticas de devoção popular;
  2. Reafirmar o amor pela Igreja Católica;
  3. Aumentar o conhecimento da doutrina católica, garantindo uma observância dos seus preceitos e em particular da centralidade dos sacramentos e da devoção à Virgem Maria e aos Santos;
  4. Prestar particular atenção aos acontecimentos no mundo católico, refletindo sobre eles;
  5. Encorajar a experiência da partilha da vida comunitária com outras comunidades, associações e movimentos da Igreja Católica;
  6. Desenvolver iniciativas que visem o trabalho na Evangelização e Renovação da Igreja;
  7. Encorajar o uso dos carismas, dons do Espírito Santo, para a renovação e desenvolvimento da Igreja;
  8. Encorajar e promover o Ecumenismo (diálogo e atividades ecumênicas).


Identidade da Catholic Fraternity

1990 Fraternidade Católica Missa na Capela Papal para o Grupo Fundador

A fraternidade é composta por comunidades e associações católicas de fiéis que foram vivificadas e enriquecidas pelos dons do Espírito. A fraternidade se identifica com graças da Renovação Carismática Católica e é uma estrutura a serviço da Renovação.


Finalidade da Fraternidade Internacional

As principais finalidades da Fraternidade são:

  • Compartilhar, incentivar e consolidar o fruto da vida cristã, que o Senhor trouxe por meio do seu Espírito dentro das comunidades e associações membros;
  • promover, na vida da Fraternidade, todas as riquezas da herança espiritual da Igreja: escutar fielmente a Palavra de Deus, participar da liturgia (especialmente da vida sacramental da Igreja de modo particular da eucaristia e da Reconciliação) e das práticas de devoção popular;
  • reafirmar e aprofundar a consciência de pertencer e de amar a Igreja Católica e também do primário e essencial laço de comunhão com ela;
  • aperfeiçoar o conhecimento da doutrina Católica e garantir sua fiel observância, particularmente no que diz à respeito eclesiologia constitutiva, à centralidade dos sacramentos e á devoção à Santíssima Virgem Maria e aos santos;
  • dar particular atenção aos importantes eventos no mundo católico e refletir sobre os modos mais convenientes de participar e colaborar em tais eventos;
  • incentivar a troca de experiências específicas da Fraternidade com outras comunidades, associações e movimentos da Igreja Católica;
  • incumbir-se especificadamente de iniciativas relacionadas ao trabalho de evangelização e a renovação da Igreja de acordo com o Código de Direito Canônico, em relação à autoridade da Igreja local;
  • incentivar o uso dos carismas, tal como foram dados pelo Espírito para a edificação e renovação da Igreja;
  • fomentar um ecumenismo autêntico na esperança de uma perfeita unidade e formar as comunidades-membro da Fraternidade no ecumenismo, de acordo com os ensinamentos, orientações e normas da Igreja Católica;
  • incentivar as comunidades-membro a a participar do ecumenismo espiritual e de outras atividades ecumenicas, quando as circunstâncias permitirem, sob a a orientação da Igreja local. As atividades ecumênicas de âmbito internacional só serão realizadas após consulta ao Pontifício Conselho para Leigos.


Membros da Fraternidade Internacional

1990 Fraternidade Católica Audiência de fundadores do grupo com João Paulo II

As comunidades-membro da Fraternidade são comunidades e associações que:

  • tem o reconhecimento a aprovação de seu estatuto pelo Ordinário Diocesano;
  • declaram-se ser fundadoras da Fraternidade, expressando total aceitação do Estatuto através de uma retificação redigida pelos seus representantes legais no ato constitutivo da Fraternidade;
  • são admitidas pela Comissão Executiva do Conselho da Fraternidade com dois terços dos votos majoritário, após manifestarem o desejo de pertencer à Fraternidade, aceitando sem ressalvas o seu Estatuto;
  • dão suporte financeiro à Fraternidade católica através do pagamento da contribuição anual de associado, cujo montante é estabelecido pela Comissão Executiva ( as comunidades sem recursos para manter o pagamento anual devem escrever ao presidente, em casa ocasião, declarando suas dificuldades e requerendo consideração para redução no pagamento anual).


Relações eclesiais

A Fraternidade mantém relações de escuta, diálogo e colaboração fiel com a Santa Sé, particularmente com o Pontifício Conselho para os Leigos. É também chamada para estabelecer laços de caridade e colaboração fraternal com o Conselho Internacional de Serviços da Renovação Carismática para o bem da renovação carismática na Igreja Católica.



Atividades

Na busca de seus objetivos, a Fraternidade pode realizar as seguintes atividades:

  • promover encontros, viagens e intercâmbios que possam ajudar a fortalecer os laços fraternos;
  • planejar e organizar congressos seminários e vários tipos de encontros de estudo para rezar, trocar e partilhar experiências de vida cristã e comunitária;
  • representar os interesses da Fraternidade de acordo com os poderes, as incumbências e as limitações estabelecidas pelo Conselho da Fraternidade;
  • coordenar qualquer outra atividade na qual algumas ou todas comunidades ou associações queiram envolver-se e que são direcionadas a partilhar os bens materiais e os recursos espirituais.


Referências

Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas