Jesus filho de Davi tende piedade de mim

De Wiki Canção Nova
Ir para: navegação, pesquisa

Frei Elias Vella – 17/09/2011 - código CD 25. 08133 DVD 26.08133

Adquira esta Pregação pela Central de Atendimento 24 horas (12)3186 2600 ou shopping.cancaonova.com


Frei Elias Vella


Falamos de Jesus como uma pessoa que ainda vive em meio a nós, e é isso que faz a nossa religião especial. Essa é a prova de que a nossa religião é a verdadeira, porque em todas as outras religiões os fundadores morreram, porém, o Fundador do Cristianismo vive em nosso meio.

Local: Rincão . / Cachoeira Paulista.


Horário: 14:20 Hs. / Acampamento Quem como Deus


Conteúdo da Pregação


Por que tantas pessoas vão atrás de Jesus? Por que Jesus, há mais de dois mil anos, estava sendo seguido por multidões de pessoas?

Os fariseus e os sumos sacerdotes ficavam estupefatos diante da multidão que O seguia, porque, na verdade, Jesus não tinha tanta "credencial" para que fosse seguido [de acordo com os critérios humanos].

Os rabinos não eram pessoas jovens, Jesus tinha 32, 33 anos. Para ser rabino era preciso ter pelo menos 50 anos, mesmo Paulo com uma média de 45 anos não era considerado rabino.

Mas as pessoas chamavam o Senhor de 'Rabino' e todo rabino vinha de uma escola renomada. Em Nazaré, na vila onde Jesus cresceu, não havia escolas rabínicas. Por isso os fariseus exclamavam: “O que podem vir de bom de Nazaré? Da Galileia, nós conhecemos os pais d' Ele. De onde vem esse conhecimento, essa instrução?”

Todo rabino era discípulo de um rabino mais velho e renomado, por exemplo Paulo era discípulo de Gamaliel. E Jesus não tinha nenhum mestre que pudesse dar a Ele 'autoridade'. Mesmo assim as pessoas diziam que Ele falava com 'autoridade'. Por isso as pessoas seguiam o Senhor.

Falamos de Jesus como uma pessoa que ainda vive em meio a nós, e é isso que faz a nossa religião especial. Essa é a prova de que a nossa religião é a verdadeira, porque em todas as outras religiões os fundadores morreram, porém, o Fundador do Cristianismo vive em nosso meio.

Ele anda pelo mundo curando e libertando, por isso ainda milhões O seguem, porque d' Ele temos recebido a cura e a libertação.

O homem, que estava sentado pedindo esmola, sabia que algo estava acontecendo, mas não pedia ajuda porque não enxergava, estou falando do cego de Jericó. Muitas pessoas hoje são cegas. Cegas para o que acontece em Lourdes e em tantos lugares santos. Estão cegos diante de Jesus que mesmo ainda hoje continua libertando as pessoas. E esta é a verdadeira cegueira, pois não buscam a verdade.

Esse homem cego, sentado à beira do caminho, percebia, sim, que algo estava acontecendo ao seu redor: 'Jesus de Nazaré estava passando por ali.' Que bela expressão: 'Ele está passando por você, está no meio de nós'! Somos como aquela multidão que seguia Jesus. E quando aquele pedinte soube que era Jesus de Nazaré, ele gritou: 'Jesus Filho de Davi, tem piedade de mim!' Este é o clamor de cada um de nós, porque também precisamos de cura e libertação.

Mas, qual é o tipo de cura que esse homem precisava precisava? Muitas vezes, olhamos somente para a cura física, e não há nada de mau nisso, quando estamos enfermos temos que buscar a Deus e Ele quer nos curar também fisicamente. Vinte e cinco por cento dos textos narrados no Evangelhos mostram Jesus curando fisicamente, pois o Senhor está interessado na nossa saúde física.

Quem é Deus? Deus é amor. E nós nos assemelhamos ao Altíssimo porque existe em nós um potencial de amar e sermos amados.

Como posso me sentir amado por Deus se encontro tantas dificuldades e enfermidades? É isso que o demônio fica sussurrando no seu ouvido: 'Como Deus pode amar você se há tanto mal ao seu redor?' E, muitas vezes, não conseguimos perceber o 'bem' que pode haver em tudo isso.

Muitas pessoas são salvas de grandes incêndios porque o fogo alerta, chama a atenção para aquela situação; no entanto, se ninguém percebe o fogo, com certeza, ele se torna destrutivo.

Deus pode tirar algo bom das situações mais difíceis, Ele nos ama seja qual for a situação. Vendo dessa forma nossa vida muda. Nenhum cabelo cai da sua cabeça sem que o Senhor saiba, não existe problema que Ele desconheça.

Jesus nos toca. Não sou eu que O toco, é Ele quem me toca, eu só preciso abrir os meus olhos e sentir o Seu toque, não me distrair com outras coisas, perceber que Deus fala comigo em qualquer situação da minha vida. Deus me ama!

Para Deus não importa o nosso status, para Ele somos todos filhos. Peçamos a Jesus: 'Faça com que eu sinta o amor de Deus.'



Detalhes


  • Todo rabino era discípulo de um rabino mais velho e renomado, por exemplo Paulo era discípulo de Gamaliel.
  • E Jesus não tinha nenhum mestre que pudesse dar a Ele 'autoridade'. Mesmo assim as pessoas diziam que Ele falava com 'autoridade'. Por isso as pessoas seguiam o Senhor.
  • Que bela expressão: 'Ele está passando por você, está no meio de nós'! Somos como aquela multidão que seguia Jesus.
  • Para Deus não importa o nosso status, para Ele somos todos filhos. Peçamos a Jesus: 'Faça com que eu sinta o amor de Deus