Libertação

De Wiki Canção Nova
Ir para: navegação, pesquisa

As palavras do Papa João Paulo II, enfatizando a libertação como conversão interior de todo homem, apresentam a autêntica maneira de se abordar o tão controvertido tema da “libertação”.

“Foi para que ficássemos livres que Cristo nos libertou (Gl 5,11). A libertação tem a sua fonte na verdade ensinada por Cristo.

Assim a libertação é certamente uma realidade de , um dos fundamentais temas bíblicos, inscritos profundamente na missão salvífica de Cristo, na obra da Redenção e no seu ensinamento. Este tema nunca deixou de constituir o conteúdo da vida espiritual dos cristãos. A conferência do Episcopado Latino-Americano [Puebla, 1978] testemunha que este tema volta em novo contexto histórico; por isto deve ele retomar-se na sua profundidade própria e na sua autenticidade evangélica.

O próprio Cristo relaciona, de modo especial, a libertação com a consciência da verdade: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (Jo 8,32). Esta frase garante sobretudo o significado íntimo da liberdade para a qual nos liberta Cristo.

Libertação significa transformação interior do homem, que é consequência do conhecimento da verdade. A transformação é, portanto, processo espiritual, em que o homem se aperfeiçoa na justiça e na santidade verdadeira (cf. Ef 4,24).


O homem, assim amadurecido internamente, torna-se representante e porta-voz dessa justiça e santidade verdadeira nos diversos meios da vida social.


Referência:

Blog Canção Nova