Músicos em batalha aberta

De Wiki Canção Nova
Ir para: navegação, pesquisa
Monsenhor Jonas Abib

O povo de Israel viveu milênios esperando a vinda doMessias, mas quando Ele chegou a geração que o recebeu não viu os sinais. Lá atras no tempo de Abraão, no tempo de Jacó, no tempo de Moisés, na travessia do deserto até chegar a terra santa, os profetas, cada um deles desde o mais antigo, todos eles viveram na expectativa do Messias e viveram preparando o povo para o Messias, eles se salvavam vivendo a expectativa do Messias. Cada geração esperava que o Messias viesse na sua geração. Eles queriam que o Messias viesse e viesse logo. Os judeus não faziam e não fazem limitação de natalidade, isso por que eles queriam ter filhos, netos para que talvez um desses fosse o Messias. Todo o povo de Israel esperava a vinda do Messias na sua geração, e por isso justamente eles viviam no temor de Deus, viviam o que Deus queria. Era um povo maravilhoso, apenas quando eles perdiam a perspectiva da vinda do Messias que eles andavam mal, houve tempos realmente que o povo de Deus andavam mal, porque aquela geração não estava esperando a vinda do Messias na sua geração. Justamente a geração na qual o Messias veio não reconheceu os sinais.

João Batista veio na frente, a diferença de Jesus e João Batista é apenas de seis meses, ele foi preparado por Deus para ir ao deserto anunciar a vinda do Messias. Quanto mais João Batista ia pregando mais ele ia anunciando que o Messias já estava no meio deles. Inclusive ele diz: Dentre vós estais alguém que vós não conheceis. E disse também: eu nem sou digno de desatar as correias de seus calçados. Eu vos batizo com água para lhes preparar para a vinda do Messias que já está no meio de vós. Mas ele vos batizará no Espírito Santo. Aquela geração não viu, não entendeu, não viu em João Batista um sinal, que alias o último dos profetas Malaquias disse:

(Malaquias 4,5-6) “Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor; E ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha, e fira a terra com maldição.”

Portanto os judeus esperavam a vinda de Elias. Tanto é que quando Jesus perguntou aos apóstolos: Quem Ele era; Eles disseram: uns dizem que és Elias, que é Geremias ou um dos profetas. Eles pensavam que Jesus era Elias, porque eles realmente estavam esperando Elias que vinha prepará-los para a vinda do Messias, mas o próprio Jesus depois explicou que não era Elias, mas era alguém com aquele espírito de Elias que vinha pra preparar o caminho pra Ele. E João veio, naquela severidade própria dele, naquela pregação contundente que João tinha e com aquele batismo de penitência, mas eles, infelizmente, não reconheceram os sinais. Não viram em João o Elias que eles tanto esperavam. Um povo inteiro esperou o Messias e a geração que teve essa graça não o conheceu.

Se naquela época já era trágico, pra nós ainda mais trágico não reconhecermos a vinda do Messias, e não é a primeira vez que virá é a segunda. Jesus recriminou fortemente aquele povo, Jesus ficou indignado porque o povo não estava preparado para a vinda do Messias. Justamente a geração que recebeu o Messias não o estavam esperando. A nossa geração está desse jeito, e a nossa geração podia receber de Jesus a mesma censura que aquela geração recebeu. O nosso povo não está preparado para a vinda eminente de Jesus. Jesus poderia vir a qualquer hora.

Todos os sinais da Bíblia tem acontecido. Nossa Senhora tem aparecido em muitos lugares. Hoje o Senhor está nos fazendo despertar, porque você precisa acordar em quanto é tempo. Abra o olhos, porque a vinda de Jesus é eminente. Quando chegar a sua hora Ele virá como um ladrão, na hora em que ninguém espera. Portanto, até aqueles que estavam preparados serão pegos de surpresa, mas estão preparados. Nós que esperamos pela vinda do Senhor também seremos pegos de surpresa. Não é que nós saibamos, nenhum de nós sabe. O próprio Jesus disse que até para os que estão preparados ele virá de surpresa. Só que olhando os sinais, se preparando, esperando que o Messias venha agora na sua segunda vinda, aí sim estaremos preparados. Se também nós que estamos preparados para a vinda do Senhor seremos surpreendidos, imagine esse povão que está por ai.

Esse povo é gente nossa, gente em grande quantidade despreparados. Eles não sabem e não esperam a vinda do Senhor, mas o mais triste é que eles estão despreparados. Para eles se prepararem e terem motivação pra deixar o pecado, pra deixar a vida antiga eles precisam saber que Jesus filho de Deus pode vir a qualquer momento. Além de que, se Jesus não vem a gente vai.

Os sinais todos estão ai de que nós somos a bem aventurada geração que vai receber a vinda do Senhor. A vinda do Messias está próxima. Seria triste que até mesmo aqueles que creem no Senhor sejam pegos despreparados. Embora nós sejamos o país onde mais se derrama o Espírito Santo, que frutos nós colemos. Deus plantou na sua vinha, que sempre significou a Igreja, uma planta estranha, que é uma figueira só que essa figueira que Ele plantou precisa produzir figos. A Igreja vai produzir os frutos normais de uma vinha, que são uvas, deixe a igreja produzir isso. É justo e necessário que ela em geral produza isso, mas aqueles que foram atingidos pelo derramamento do Espírito Santo, aqueles que foram atingidos pelo Batismo do Espírito Santo, aqueles que receberam a graça até da própria conversão pelo derramamento do Espírito Santo, receberam os frutos do Espírito Santo e os dons do Espírito Santo têm que produzir os frutos de Renovação Carismática Católica, temos que produzir os frutos de uma figueira.

A música católica teve realmente a sua guinada com a RCC. Deus fez uma música nova capaz de levar o derramamento do Espírito, capaz de levar os dons do Espírito, capaz de levar o próprio espírito para essa geração despreparada. A nossa geração está despreparada para a vinda do Senhor, está despreparada pra tudo. O nosso povo não tem culpa, é por isso justamente que o Senhor teve misericórdia da nossa geração e derramou o Espírito Santo. Fez de nós ministros para levarmos o Espírito entre os meios que Deus tem. Nós precisamos preparar apressadamente, Deus tem pressa.

Temos que preparar este povo, antes que eles sejam surpreendidos despreparados. Entre os meios que o Senhor usa pra nós preparar o mais lindo, o mais importante, o que mais leva é a música. É a música católica de renovação, portanto, nós não podemos esvaziar esta música. Nós não podemos tirar a unção desta música. Precisamos preparar o nosso povo para o Senhor. Nós precisamos ter um coração cheio de misericórdia para com esse povo. A nossa música existe para isso. Deus quer que nós produzamos na igreja frutos diferentes. Seja cheio do Espírito Santo. Estejas preparado para a vinda do Messias.


Veja mais

Palestras Músicos

Palestras Monsenhor Jonas