Músicos inspirados no Espírito

De Wiki Canção Nova
Ir para: navegação, pesquisa
Erro ao criar miniatura: Não foi possível salvar a miniatura no destino
Monsenhor Jonas Abib

Cante ao Senhor um canto novo. Um cântico que vem lá de Moisés, quando ele atravessou o mar vermelho e cantou ao Senhor um canto novo. Até o Apocalipse onde diz no capitulo cinco, que aquela multidão cantava um cântico novo, cantava um a canção nova. Diga ao Senhor que você quer ter na sua mente um cântico novo e somente um cântico novo. Não mais o cântico velho, o cântico do pecado original do mundo, das depravações do mundo, dos roubos que o inimigo tem feito na humanidade. Diga ao Senhor que você quer cantar unicamente um canto novo e por isso ter inspiração somente de cânticos novos.

Proclame somente a linguagem nova, nunca mais a linguagem velha. O novo do Espírito, não o novo da novidade, porque isso na verdade não é novo. Mas o novo eterno, o novo que nunca deixa de ser novo. Diga ao Senhor que você quer ter sempre e unicamente em seus lábios um cântico novo, palavras novas, uma linguagem nova.

É do seu coração que brota uma canção nova. Quando você foi batizado o Senhor estancou aquela fonte do pecado original e fez brotar uma fonte nova, aí no meio deste jardim o Senhor fez brotar uma fonte que jorra até a vida eterna. Que jorre de você somente desta fonte nova. Que esta água limpe tudo, destrua o que precisa ser destruído, transforme o que precisa ser transformado. E que esta fonte não jorre só em você , que esse rio de água viva vá crescendo e sendo levado pra muita gente e se transforme em remédio para uma multidão.

(Salmo 95,1-13) “Cantai ao Senhor um cântico novo. Cantai ao Senhor, terra inteira. Cantai ao Senhor e bendizei o seu nome, anunciai cada dia a salvação que ele nos trouxe. Proclamai às nações a sua glória, a todos os povos as suas maravilhas. Porque o Senhor é grande e digno de todo o louvor, o único temível de todos os deuses. Porque os deuses dos pagãos, sejam quais forem, não passam de ídolos. Mas foi o Senhor quem criou os céus. Em seu semblante, a majestade e a beleza; em seu santuário, o poder e o esplendor. Tributai ao Senhor, famílias dos povos, tributai ao Senhor a glória e a honra, tributai ao Senhor a glória devida ao seu nome. Trazei oferendas e entrai nos seus átrios. Adorai o Senhor, com ornamentos sagrados. Diante dele estremece a terra inteira. Dizei às nações: O Senhor é rei. E (a terra) não vacila, porque ele a sustém. Governa os povos com justiça. Alegrem-se os céus e exulte a terra, retumbe o oceano e o que ele contém, regozijem-se os campos e tudo o que existe neles. Jubilem todas as árvores das florestas com a presença do Senhor, que vem, pois ele vem para governar a terra: julgará o mundo com justiça, e os povos segundo a sua verdade”.

Isso está falando da vinda do Senhor, quando Ele virá como rei, como Senhor. O salmo que anuncia a vinda do Senhor e o mundo novo começa assim: Cantai ao Senhor um cântico novo.

(Salmo 97,1-9) “Cantai ao Senhor um cântico novo, porque ele operou maravilhas. Sua mão e seu santo braço lhe deram a vitória. O Senhor fez conhecer a sua salvação. Manifestou sua justiça à face dos povos. Lembrou-se de sua bondade e de sua fidelidade em favor da casa de Israel. Os confins da terra puderam ver a salvação de nosso Deus. Aclamai o Senhor, povos todos da terra; regozijai-vos, alegrai-vos e cantai. Salmodiai ao Senhor com a cítara, ao som do saltério e com a lira. Com a tuba e a trombeta elevai aclamações na presença do Senhor rei. Estruja o mar e tudo o que contém, o globo inteiro e os que nele habitam. Que os rios aplaudam, que as montanhas exultem em brados de alegria diante do Senhor que chega, porque ele vem para governar a terra. Ele governará a terra com justiça, e os povos com equidade”.

O Senhor virá para governar a terra e até que Ele venha nós temos que ir cantando um cântico novo. Foi o Senhor que ligou isso tudo a Canção Nova e nos deu este nome. Ser uma Canção Nova e cantar uma canção nova não é só para nós. Nós somos como um fermento, nós existimos pra isso pra fermentar. Muitos outros serão fermentados e por isso fermentarão, mas nós não podemos perder a nossa essência. Nós temos que ser fermento mais forte. Porque o Senhor não quis apenas nós, Ele quis um cântico novo cantado por todos. No céu se canta um cântico novo é por isso que é preciso já agora na terra cantar uma canção nova.

A música nunca é neutra. A música ou vem do céu ou vem do inferno; ou ela leva para o céu ou para o inferno; ou ela leva a benção ou leva a maldição. Ela nunca é neutra, ou está mais para um lado ou está mais para outro lado. Música neutra não existe. Não queira ficar na situação limite, entre uma coisa e outra. Adentre pelo lado do cântico novo e avance pra lá, fique longe do limite, fique o mais longe que você puder da canção velha. Você não pode ficar pulando de um lado para o outro.

A música não é só letra ela é principalmente ritmo, e, ritmo que mexe com a gente. Nós não podemos ter uma música que mexe com nossas partes frágeis, especialmente porque o inspirador delas se não é o Espírito Santo são outros espíritos. Quando se canta um cântico novo ali se torna céu. O cântico novo cria céu em nós. Depende de nós estar colocando na nossa corrente sanguínea coisas do céu ou coisas do inferno; coisas que levam pra Deus ou coisas que levam para o inimigo; coisas que nos constrói humanos ou coisa que nos destroem. A escolha é sua.

Não ouça essas músicas mundanas, você não precisa disso. Você tem inspiração do alto, a sua inspiração vem do Espírito. Você não precisa copiar algum desses cantores do mundo, canta com a voz que Deus te deu. O Espírito Santo é genuíno, autêntico é dele e somente dele que deve vir a sua inspiração. Sejam músicos inspirados no Espírito Santo.


Veja mais

Palestras Músicos

Palestras Monsenhor Jonas