O Dom de Ser Anjo

De Wiki Canção Nova
Ir para: navegação, pesquisa

Padre Fábio de Melo - 07/07/2007 - código CD 25.04059 DVD 26.04059

Adquira esta Pregação

Nesta Pregação, Padre Fábio de Melo, vai nos falar, que temos que por em prática, o dom de ser presença na vida dos outros, principamente na vida, daqueles que são os nossos amigos, pois são os amigos que vem revelar o melhor de nós, pois sem amigos, somos como que pessoas sem sentido.


Local: Auditório São Paulo. / Cachoeira Paulista.

Horário: 9:30 Hs. / Aprofundamento Sobre Amizade.


Conteudo da Pregação


O silêncio de Nazaré foi rompido pela voz de um anjo, uma coisa é o que você pensa, outra coisa é o que você fala, se pensar em uma determinada realidade, já é uma perda, imagine falar sobre essa realidade, nem sempre a palavra consegue falar sobre a verdadeira realidade falada, diferente de realidade pensada.

Palavra e realidade, conhecer alguém e conhecer o caminho das pedras, conhecer é saber o que de fato ela é, não sei, só sei, só sei que foi assim.

Como o Dunga, quem tem um amigo, tem um anjo, quando a vitrine está faltando luz, e logo somos atraidos! Quem não é atraido pelas lojas de um shopping? Quem não for que atire a primeira pedra, lá parece que estamos num templo santo, para comprar-mos tudo sem dinheiro, em 24 prestações sem acréscimos, quando não temos nem a senha de nós mesmo, só que o outro tem a nossa senha para entrar dentro de nós e invadir-nos como vitrine iluminada.

Hoje é comum se lembrar a data do seu casamento, basta um bilhete na geladeira, 86 anos que nós nos conhecemos.

O que nos interessa é o Kairós, para o cristão é o Kairós, foi tão bom, foi tão intenso, que para você é eterno. O Kairós não combina com cromos, por que não se sabe quando começa, nem quando termina, Ex: Uma música que você ouve! É um tempo que não passa, é insondavél, não passa, a Eucaristia é isso, ela não passa, onde o único celebrante é Jesus, a única ceia, é a celebrada no templo, aconteceu e não terminou, continua até hoje, se arrasta no tempo!

Adélia Prado disse, aquilo que a gente ama, já está eterno, não permita que o tempo te mate, quando você percebe que o cromos passou, você convida a pessoa para ver o Káiros, quando você não tem mais o brilho da vitrine, quando o cromos passa, o amor de Deus nos toca, Canta: Deus é capaz, o amor da Cruz é Káirotico.

É tão fácil sentir que a gente não vale nada, eu te pergunto, você já descobriu nos olhos de alguém que ela seria capaz de dar a vida por ti, que ele trocaria o reinos por ti?

Ser companheiro não é ser amigo, ser amigo é ser Anjo, você ver alguém que agoniza, que não tem forças para abrir os lábios( Padre se emociona).

O jeito mais bonito do significado do amor, é quando ele não está mais próximo de você, pelo simples contágio(por hosmose), o amigo de Ama, te transforma, ama uma responsabilidade.


O amor de Deus passa o tempo todo por está experiência do humano, Deus nos envia o tempo todo como Anjos! Vai lá e descubra pela força da palavra, a força de Deus entrando na nossa vida pelos outros.

Quais foram as pessoas que nesta vida lhe retiraram de situações complicadas, foi a mão de Deus, foi pernas de Deus, na hora que você não tinha mais pernas, foi Káiros para você, foi graça de Deus, feche os seus olhos e veja a qualidade de ser gente!

Aqueles que passam a vida inteira tendo colegas, o que te faz sofrer? Qual é o prato preferêncial dele? Quando foi a última luta dele? Se ele viveu ou se perdeu, você seria capaz de dar a vida por ela? Aquela pessoa seria capaz de abrir mares por você? Iluminar vitrines por você, é mais fácil ser amado do que amar.

Por que na vida a gente perde tão fácil a qualidade? O mais importante não é o tanto que você tem, é a qualidade que você dá!

Há muita gente precisando de você, temos o direito de viver, mas passar a vida de mãos fechadas não, eu não sei contar quantas vezes eu acordo a noite pensando no meu amigo que morreu, foi o melhor amigo que eu tive na vida gente, o celular não vai tocar mais gente!

Sabe aquela sensação de que você não pode ir também! Após o sepultamento, agora é descobrir um jeito de ressurreição, não tem como o outro passar por você, sem modificar você! Eu vivo hoje a mesma sensação de que Pedro sentiu quando perdeu Jesus na sexta feira da paixão, é a perda de mais que um Deus! A Experiência humana de perder Jesus você não passou, isso passou os Apóstolos! Perder um amigo é como perder um outro cristo, por que ele passa na sua vida e legitima a sua vida, a força do ressuscitado, na força do humanizado, perder um amigo assim, é querer ser amigo de verdade e ser um Anjo! Quanto mais se ama, mais se sofre.

Convido um para olhar no olho do outro, vamos rezar pelo outro, você vai rezar pelo outro, um jeito de cessar a nossa solidão e acabar com a solidão do outro, tanta gente que precisa descobrir a graça de ser gente, de ser amigo, de morrer pelo outro, saindo da superficialidade, tão próprio do mundo de hoje.


Detalhes


  • Gilliana, Patricia Félix.
  • Fala sobre a felicidade e a perda do sentido.
  • Canta: Deus é capaz.
  • Contou nos dedos.
  • Padre Fábio convida a assembléia a ficar de pé e ir para frente.
  • Finaliza a pregação cantando, Deus é capaz.
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas