Os três inimigos do homem

De Wiki Canção Nova
Ir para: navegação, pesquisa

Pe Paulo Ricardo - 24/07/2010 - código CD 25. 06993 DVD 26. 06993

Adquira esta Pregação pela Central de Atendimento 24 horas (12)3186 2600 ou shopping.cancaonova.com


165px/Pe Paulo Ricardo


Enquanto tivermos o hoje, precisamos lutar, peça para Deus a força. Te daremos um método bem simples para você viver o PHN, existe uma escola, confissão e comunhão diária e no meio delas tem a adoração. Essa é a escola. O caminho que precisamos trilhar de santificação não é com nossas pernas, não dizemos PHN porque temos a força. Não temos a força, temos a graça de Deus.


Local: Centro de Evangelização Dom João Hipolito de Morais / Cachoeira Paulista.


Horário: 16:00 Hs. / Acampamento PHN 12 anos


Conteudo da Pregação


O evangelho de hoje quer nos relatar o que é o dia a dia da vida cristã, neste mundo que precisamos combater com o mal. De onde veio o mal, esta maldade toda que vemos no mundo? Jesus na primeira frase esclarece “O Reino dos Céus é como um homem que semeou boa semente no seu campo. (Mateus 13,24). O mundo que Deus criou é bom. Deus semeou bondade, nós vemos na primeira página de Gênesis, Deus viu que era bom, Deus olhou para o homem e viu que era muito bom. Somos bons, criados por Deus, mas Jesus não para por ai “Enquanto todos dormiam, veio seu inimigo, semeou joio no meio do trigo, e foi embora.”(Mateus 13,25), o mal entra enquanto dormimos.

O inimigo do homem são três: o inimigo, o mundo e a carne

O homem veio e semeou o joio e o dono do campo, disse deixa crescer juntos. Não temos ideia, pois nosso país cria muito pouco o trigo. O joio é um vegetal parecido com o trigo, são muitos parecidos, mas um determinado momento eles se diferenciam, o trigo tem um grão pesado e ele se dobra, o joio não, fica sempre em pé. O trigo é um pouco marrom e o joio é preto, e então percebemos a diferença. O joio tem uma semente que é tóxica, se o agricultor coloca os dois para fazer a farinha, quem consome, pode diversas reações

Durante toda a sua vida, você terá que conviver com o joio, não existe nenhuma forma de extirparmos a maldade do mundo, antes da vitória de Deus, no juízo final. Até isso teremos que aprender a conviver, lutando contra ela, sem querer eliminá-la, pois não tem como separar antes do juízo final. Temos que lutar contra o mal, sabendo que ele existirá sempre.

O nazismo queria acabar com o mal, eles identificava que a maldade estava nos judeus, e em quem seguia suas ideologias por isso Hitler mandou milhões de judeus e cristãos para o campo de concentração, ele queria extirpar o mal e por isso matou muitos.

O comunismo, matou muito mais que Hitler. Mais ou menos 100 milhões de pessoas, que a loucura do comunismo matou, com a desculpa de acabar com o mal, de fazer uma sociedade perfeita.

Nós cristãos sabemos que não podemos esperar o mundo perfeito. O papa Bento XVI diz: “neste mundo o que podemos esperar é de termos força para acabar com o mal dentro de nós até os últimos dias”. Os revolucionários querem fazer um mundo sem males, e matam milhões. As nossas democracias matam 46 milhões de crianças todos os anos. Que Deus afaste esta desgraça que é o aborto do nosso país.

Esta é a mentalidade revolucionária para acabar com o mal: basta matar. O conforto vale mais que uma vida, por isso abortam crianças. Não estou dizendo isso para incriminar pessoas, mas para levá-las a conversão.

Nós cristãos acreditamos que o combate do mal acontece sobretudo dentro de nós. Os revolucionários acham que o mal é o sistema, é a ideologia da Igreja Católica, dos judeus. Nós cremos que o mal está sobretudo dentro de nós, e é dentro de mim, que devo combater o mal, a maldade e não querer mudar o mundo e continuar sendo egoísta.

O inimigo que semeia o joio é diabo, o mundo e a carne, segundo São João da Cruz. O diabo é espírito, mas as pessoas colocaram na cabeça que a Igreja Católica é contra o corpo, não somos contra o corpo, o mal é uma realidade espiritual em primeiro lugar. Quem inventou o mal é um espírito puro, o diabo, e seduziu nossos primeiros pais para o mal. Saiba que nós somos a única criatura que caminha no planeta terra, que é capaz de desobedecer a Deus, a vaca, as árvores não são capazes de desobedecer a Deus. Deus nos deu essa capacidade pois queria filhos livres para amá-lo. Nós somos livres para amá-Lo e desobedecê-Lo. É uma alegria ver a liberdade de um jovem que ama a Deus, que se entrega a Deus.

No início essa entrega é cheia de flores, mas é na fidelidade que vamos caminhando para Deus. É uma alegria vermos como a fidelidade com que monsenhor Jonas se entrega a Deus, e como ele milhares de sacerdotes vivem essa entrega, mas os meios de comunicação só se lembram dos judas, dos infelizes gatos pingados que traíram a Deus e a Igreja.

O segundo inimigo é o mundo, que na na linguagem da bíblia é a parte que rejeitaram a Deus, um mundo não criado por Deus.

O terceiro inimigo é a carne, na linguagem da bíblia, a carne não é o corpo, o corpo não é mal, é bom, é criação de Deus, carne é o homem que se afastou de Deus. Dentro de você existe carne, existe uma pessoa que não está convertida, dentro de nós ainda há território de missão, que precisa ser evangelizada, e essa luta existirá enquanto tivermos vida. Por isso Jesus diz: “não arranque o joio”, as coisas ainda não estão decididas enquanto não se decide

A Igreja nunca canonizou uma pessoa viva, pois a santidade consiste em santificação, é uma luta a vida do homem na terra, vamos lutar todos os dias, por isso existe PHN, vamos dizendo todos os dias por hoje não, é uma luta diária. Nenhum dos santos deixaram de lutar, até o último momento eles lutaram. Neste mundo temos que esperar ter força moral, para lutarmos contra o mal dentro de nós.

Em nós existe uma bondade que vem Deus, mas existe também o mal. O mundo com suas ideologias vê que você está insatisfeito com o mal. Sabemos que existe o mal, o problema não está em constatar o mal, mas saber qual é a raiz do mal.

Tem gente que fala que o Brasil é mal porque é católico demais, não é isso. O mundo é mal, porque existe uma maldade dentro de mim, que precisa ser combatida. Nós temos uma tendência enorme em olhar para causa das maldades fora de nós.

Dentro de nós existe um filho de Deus e um “filho da mãe”. Enquanto tivermos neste mundo, temos que conviver com os dois, lutando para que este “filho da mãe” morra. Na linguagem bíblica, é o homem novo e o homem velho, mas este homem velho tem uma saúde de ferro, por isso prefiro chamar de “filho da mãe”.

Dentro de nós cresce o trigo e o joio, mas só no final poderemos falar o que somos, se somos trigo ou joio, não se precipite.

Enquanto tivermos o hoje, precisamos lutar, peça para Deus a força. Te daremos um método bem simples para você viver o PHN, existe uma escola, confissão e comunhão diária e no meio delas tem a adoração. Essa é a escola. O caminho que precisamos trilhar de santificação não é com nossas pernas, não dizemos PHN porque temos a força. Não temos a força, temos a graça de Deus.

Eu tenho a graça de me ajoelhar diante do meu confessor, é uma graça ouvir, eu te absolvo dos teus pecados. É uma graça termos padres. Nós amamos os padres, pois sabemos que não podemos viver sem ter sacerdotes, sem ter a Eucaristia. É natural do cristão amar os padres



Detalhes


  • Palavra 1º leitura Jeremias 7, 1-11, Salmo 83, Evangelho Mateus 13,24-30
  • O inimigo do homem são três: o inimigo, o mundo e a carne
  • O comunismo, matou muito mais que Hitler. Mais ou menos 100 milhões de pessoas, que a loucura do comunismo matou, com a desculpa de acabar com o mal, de fazer uma sociedade perfeita.
  • Nós cristãos sabemos que não podemos esperar o mundo perfeito. O papa Bento XVI diz: “neste mundo o que podemos esperar é de termos força para acabar com o mal dentro de nós até os últimos dias”. .
  • Os revolucionários querem fazer um mundo sem males, e matam milhões. As nossas democracias matam 46 milhões de crianças todos os anos. Que Deus afaste esta desgraça que é o aborto do nosso país
  • Nós cristãos acreditamos que o combate do mal acontece sobretudo dentro de nós. Os revolucionários acham que o mal é o sistema, é a ideologia da Igreja Católica, dos judeus.
  • Nós cremos que o mal está sobretudo dentro de nós, e é dentro de mim, que devo combater o mal, a maldade e não querer mudar o mundo e continuar sendo egoísta.
  • Dentro de nós cresce o trigo e o joio, mas só no final poderemos falar o que somos, se somos trigo ou joio, não se precipite.
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas