Pier Giorgio Frassati

De Wiki Canção Nova
Ir para: navegação, pesquisa
Pier Giorgio Frassati
Os que pensam que os santos são pessoas tímidas e solitárias, que depreciam esta vida só pensando na outra, ficarão surpreendidos diante da figura do beato Pier Giorgio Frassati. Verdadeiro brincalhão, apelidado de “Robespierre” por seus amigos, com quem formou a associação denominada “I tipi loschi” – os tipos arruaceiros. Frassati foi um amigo dos pobres e via neles o Cristo. São especialmente os jovens, que em sua busca por um modelo, encontram alguém com quem se identificar, já que Pier Giorgio fez de sua curta vida uma “aventura maravilhosa”.

Ele amou os pobres e humilhados; ele dedicou a sua vida a fazer-lhes bem. Ele os procurou nos cantos mais distantes da cidade, passando por escuros e tortuosos caminhos, foi para dentro da obscuridade e da miserabilidade dos atos alheios, trazendo consigo o pão que restaurava seus corpos e a palavra que confortava as suas almas. Tudo partindo de seu bolso e de seu coração foi destinado aos outros. Ele nasceu para os outros e não para si próprio. Ele foi de fato, um verdadeiro cristão.




Cronologia

  • 6 de Abril de 1901:

Turim. Às 18 horas, nasce Pier Giorgio Michelangelo Frassati, Filho de Alfredo, proprietário de La Stampa, e de Adelaide Ametis. Como o Bebé, ao nascer, apresentava deficiências respiratórias, foi imediatamente batizado em casa do pároco de Crocetta, padre Alessandro Roccati.

  • 18 de Agosto de 1902:

Pollone. Nasce Luciana, irmã de Pier Giorgio.

  • Novembro de 1907:

Pier Giorgio e Luciana começam a receber instrução escolar em casa (até 1910).

  • 11 de Junho de 1910:

Primeira Confissão de Pier Giorgio na Igreja de Corpus Domini, em Turim.

  • 20 de Julho de 1910:

Alassio. Os dois irmãos Frassati fazem o exame de instrução primária no Instituto dos Salesianos.

  • Outubro de 1910:

Turim. Pier Giorgio inicia o o primeiro ano do liceu no «Massimo D'Azeglio». Um mês depois, o padre salesiano, António Cojazzi, ( que será seu primeiro biográfo) passa a ser o preceptor dos dois irmãos.

  • 19 de Junho de 1911:

Irmãs Auxiliadoras das Almas do Purgatório.( Hoje a capela encontra-se destruída).

  • Outubro de 1913:

Abandonada a escola pública, entra no Instituto Social dos Padres Jesuítas, onde frequenta o terceiro ano.

  • 1914:

Pier Giorgio inscreve-se no Apostolado de Oração e na Companhia do Santíssimo Sacramento. Em Outubro, volta com Luciana ao «D'Azeglio», onde frequenta o quarto e quinto ano.

  • 10 de Junho de 1915:

Turim. Crisma na Paróquia de Crocetta.

  • 15 de Junho de 1917:

Para ajudar a mulher do jardineiro, que foi para a guerra, Pier Giorgio consegue o diploma de Agronomia no Instituto Bonafous de Turim.

  • Outubro de 1917:

Os dois irmãos Frassati são reprovados em Latim. Regresso ao Instituto Social dos Padres Jesuítas.

  • 30 de Maio de 1918:

Pier Giorgio entra para a Congregação Mariana do Instituto Social.

  • Outubro de 1918:

Termina o curso secundário em Clássicas.

  • Novembro de 1918:

Inscreve-se na Confraria do Rosário de Pollone e na Conferência de São Vicente de Paulo no «Social». Pier Giorgio inscreve-se também no Clube Alpino Italiano, que ficou sócio até à morte. No «Regio Politécnico», de Turim, inicia o curso de Engenharia Mecânica, com a intenção de se especializar em Engenharia de Minas.

  • 4 de Setembro de 1919:

Visita Assis, Foligno e Loreto.

  • 1920:

Pier Giorgio adere aos Adoradores Noturnos da Universidade e à seção dos «Jovens Operários», em Santa Maria in Piazza. A 4 de Dezembro, inscreve-se no Partido Popular Italiano fundado por Dom Luigi Sturzo..

  • 3 de Março a 5 de Junho de 1921:

Pier Giorgio viveu em Berlim, para onde o seu pai foi nomeado embaixador;( Pier Giorgio falava alemão,latim e francês) e lá conhece o padre Karl Sonneschein uma figura de destaque na Alemanha envolvido em atividades sociais.Pier Giorgio o admirava muito.

  • Agosto de 1921:

Ravena. Pier Giorgio participa no X Congresso Nacional da FUCI, em que propõe a sua dissolução para que esta associação se torne uma parte específica da «Juventude Católica». Porém sua proposta não foi aceita.

  • 3-8 de Setembro de 1921:

Roma. No Congresso da Juventude Católica sofre violências e agressões durante os conflito com a Guarda Régia.Pier Giorgio é preso juntamente com seus amigos.

  • Setembro - Outubro de 1921:

Friburgo. Estada em casa da família Rahner.

  • 14 de Maio de 1922:

Pier Giorgio inscreve-se no círculo «Milites Mariae» da «Juventude Católica», na paróquia de Crocetta.

  • 28 de Maio de 1922:

Turim. Na Igreja de São Domingos, recebe o hábito de terceiro dominicano e toma o nome de Frei Savonarola em homenagem ao frade morte pelo Santo Ofício.

  • Novembro - Dezembro:

Retorna á Berlim.

  • Janeiro de 1923:

Depois de ter conhecimento da invasão da Ruhr pelas tropas francesas, escreve uma carta de solidariedade aos estudantes alemães em nome do círculo universitário «Cesare Balbo».

  • Fevereiro de 1923*

No pequeno São Bernardo nasce o seu amor por Laura Hidalgo, a quem nunca o revelará, porque decide renunciar-lhe.

  • 13 de Abril de 1923:

Turim. Pier Giorgio participa na inauguração dos trabalhos do Congresso do Partido Popular Italiano.

  • 7 de Maio de 1923:

É um dos primeiros a aderir à «Associazione Amici dell'Università Cattolica del Sacro Cuore» de Milão fundada pelo Padre Agostino Gemelli.

  • Outubro de 1923:

Demite-se do «Cesare Balbo» porque tinha sido exposta a sua bandeira durante a visita de Mussolini.

  • 18 de Maio de 1924:

Pian della Mussa. Nasce a «Società dei Tipi Loschi», composta por jovens alegres e amantes das excursões na montanha.

  • 22 de Junho de 1924:

Turim. A casa dos Frassati, enquanto todos estão reunidos à volta da mesa, é invadida por alguns fascistas que Pier Giorgio, com grande coragem e presença de espírito, põe em fuga. Todos os jornais falam da agressão.

  • 24 de Janeiro de 1925:

Turim. A irmã Luciana casa-se com o diplomata polaco Jan Gawronsky e parte para residir em Varsóvia –Polonia.

  • 6 de Abril de 1925:

No seu vigésimo quarto aniversário, Pier Giorgio recebe do pai cinco mil liras que emprega na aquisição dos móveis da seção da Conferência de São Vicente de Paulo no «Milites Mariae».

  • 30 de Junho de 1925:

Pier Giorgio começa a sentir-se mal com fortes dores de cabeça.Sua avó está em agonia e todos os menbros da família se voltam para ela .Pier Giorgio senti fortes dores no corpo porém não se queixa pensa ser cansaço devido aos estudos.

  • 1 de Julho de 1925:

Morre a avó Linda; também a forte constituição de Pier Giorgio começa a ceder.De manhã pedira a empregada que chame o médico.É constatado poliomelite.

  • 4 de Julho de 1925:

Turim.Após uma agonia de quatro vem falecer ás 19hs.

  • 6 de Julho de 1925:

Uma multidão imensa participa no seu funeral na paróquia de Crocetta, em Turim.O anúncio da morte do filho do Senador corre por toda Itália.

  • 2 de Julho de 1932:

Inicia-se o processo de beatificação, com a Informação ordinária que se conclui a 23 de Outubro de 1935.

  • 21 de Dezembro 1938:

Cidade do Vaticano. É emanado o decreto Nihil obstat [nada impele que se prossiga], mas em 1941 chegam anonimamente a Roma uma correspondência anonima, absolutamente infundadas, sobre a integridade moral do jovem Frassati. Prudentemente, Pio XII «Bloqueia » a sua causa.Sua irmã, Luciana não se dá por vencida e reúne um numero importante de testemunhos que são enviados a Roma ao, então, substituto junto da Secretaria de Estado, monsenhor Giovanni Battista Montini, o futuro Papa Paulo VI.

  • 1965:

O pontífice encarrega o padre Paolo Molinari, jesuíta, de fazer novas investigações sobre a vida de Frassati; dois anos depois, é-lhe entregue a documentação respectiva.

  • 1978:

Cidade do Vaticano. Paulo VI assina a Introdução [admissão ou ínicio propriamente dito] da causa de beatificação do servo de Deus Pier Giorgio Frassati.

  • 12 de Junho de 1987:

É apresentada a Posio super virtutibus [relatório e conclusões acerca das virtudes] e no dia 23 de Outubro, Pier Giorgio é declarado venerável.

  • 20 de Maio de 1990:

Roma. Na presença de mais de cinquenta mil fiéis, reunidos na Praça de São Pedro, oriundos de muitas partes de Itália e da Europa, Pier Giorgio Frassati é proclamado beato: «O jovem das oito Bem-aventuranças», como o define João Paulo II; a sua festa litúrgica fica ligada ao dia 4 de Julho, data do seu nascimento para o céu.


Referência

Pier Giorgio Frassati

Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas