Um Sacrificio agradável a Deus

De Wiki Canção Nova
Ir para: navegação, pesquisa

Dom Irineu – 31/10/2009 - 'código CD 25.06323 DVD 26.06323

Adquira esta Pregação pela Central de Atendimento 24 horas (12)3186 2600 ou shopping.cancaonova.com

Dom Irineu

Para Deus não vale fazer as coisas forçadas, faça com amor , pois o amor tudo suporta, tudo crê, tudo espera, o amor jamais passará, porque o amor é o próprio Deus, então faça da sua vida uma Eucaristia, uma história de amor.


Local: Rincão do Meu Senhor. / Cachoeira Paulista.

Horário: 16:00 Hs. / Acampamento da Pastoral da Sobriedade


Conteudo da Pregação


Na primeira leitura nós aprendemos que Deus não rejeita o seu povo, todo nós somos filhos do nosso Pai do céu, e formamos um só corpo. E isso na pastoral da sobriedade é muito importante, porque as pessoas que nos procuram , esperam ser acolhidas incondicionalmente, assim como Deus nos acolhe.

No Evangelho nós percebemos uma lição fundamental, quem quiser ser o primeiro, seja o servo de todos, então não fique procurando ter cargos. É preciso assumir o trabalho, mas não podemos ficar buscando cardos, é preciso ser servo de todos.

A espiritualidade do menorismo, cada um sirva o irmão lavando os seus pés. Em muitas situações é preciso doar-se ainda mais não só lavando os pés, mas acolher, dar banho, cortar o cabelo, unhas e até mesmo fazer a barba. A acolhida incondicional nos leva a correr alguns riscos, porque ser irmãos é melhor do que fazer sermão.

A paciência tudo alcança, até o povo do Egito precisou ter paciência, na passagem pelo deserto, o povo sentia falta das cebolas do Egito. Então tudo é um processo. Se plantamos hoje, precisamos alguns meses para colher o fruto.

A paciência é uma virtude que a pastoral da Sobriedade precisa trabalhar com ela. Depois que Jesus lavou os pés dos seus discípulos, ele disse, para que eles fizessem o mesmo em sua memória, e o Pai fica contente quando um irmão da a vida por outro irmão.

Nós precisamo oferecer a Deus um sacrifício de agradável odor, “Tendo amado os seus quando estava no mundo amou-os até o fim”.(Jo 13,1) Precisamos nos transformar em um sacrifício de amor assim como Jesus.

É importante celebrar aquilo que vivemos em todos os sacramentos e não fazer disso um ritual, mas fazer desses sacramentos a nossa vida.

Para Deus não vale fazer as coisas forçadas, se não tem amor, ainda que você entregue seu corpo para ser queimado, ou fale a linguagem dos anjos de nada vale, se não for feito com amor, porque o amor tudo suporta, tudo crê, tudo espera, o amor jamais passará, porque o amor é o próprio Deus, então faça da sua vida uma Eucaristia, uma história de amor, de vida de doação, para quem estiver se afogando, sem precisar que ninguém nos empurre, mas tomemos a própria iniciativa com alegria


Detalhes


  • Leituras 1º Leitura Rom. 11; 1-2a 11; 12. 25-29 Salmo 93 Evangelho Lucas 14; 1. 7-11
  • Na primeira leitura nós aprendemos que Deus não rejeita o seu povo, todo nós somos filhos do nosso Pai do céu, e formamos um só corpo.
  • No Evangelho nós percebemos uma lição fundamental, quem quiser ser o primeiro, seja o servo de todos, então não fique procurando ter cargos.
  • É importante celebrar aquilo que vivemos em todos os sacramentos e não fazer disso um ritual, mas fazer desses sacramentos a nossa vida.
  • Faça da sua vida uma Eucaristia, uma história de amor, de vida de doação, para quem estiver se afogando, sem precisar que ninguém nos empurre, mas tomemos a própria iniciativa com alegria.