Mudanças entre as edições de "10/11/2013 Salmo 16"

De Wiki Canção Nova
Ir para: navegação, pesquisa
Linha 1: Linha 1:
 +
            C            G                    Dm7  F      G4  G
 +
'''- Ao despertar, me saciará vossa presença e verei a vossa face!'''
  
'''- Ao despertar, me saciará vossa presença e verei a vossa face!'''
+
            C            G                    Dm7    G      C  F  C
 +
'''- Ao despertar, me saciará vossa presença e verei a vossa face!'''
  
  
'''- Ao despertar, me saciará vossa presença e verei a vossa face!'''
 
  
 +
1) Ó Senhor, ouvi a minha justa causa,/
  
  
1) Ó Senhor, ouvi a minha justa causa,/
+
escutai-me e atendei o meu clamor!/
  
  
escutai-me e atendei o meu clamor!/
+
Inclinai o vosso ouvido à minha prece,
  
  
Inclinai o vosso ouvido à minha prece,
+
pois não exite falsidade nos meus lábios!
  
  
pois não exite falsidade nos meus lábios!
+
2) Os meus passos eu firmei na vossa estrada,/
  
 +
e por isso os meus pés não vacilara./
  
2) Os meus passos eu firmei na vossa estrada,/
+
Eu vos chamo, ó meu Deus, porque me ouvis,/
  
e por isso os meus pés não vacilara./
+
inclinai o vosso ouvido e escutai-me!
  
Eu vos chamo, ó meu Deus, porque me ouvis,/
 
  
inclinai o vosso ouvido e escutai-me!
+
3) Protegei-me qual dos olhos a pupila,/
  
 +
e guardai-me, à proteção de vossas asas./
  
3) Protegei-me qual dos olhos a pupila,/
+
Mas eu verei, justificado, a vossa face/
  
e guardai-me, à proteção de vossas asas./
+
e ao despertar me saciará vossa presença.
 
 
Mas eu verei, justificado, a vossa face/
 
 
 
e ao despertar me saciará vossa presença.
 

Edição das 07h10min de 29 de outubro de 2013

            C            G                     Dm7   F       G4  G
- Ao despertar, me saciará vossa presença e verei a vossa face!
            C            G                    Dm7    G       C  F  C
- Ao despertar, me saciará vossa presença e verei a vossa face!


1) Ó Senhor, ouvi a minha justa causa,/


escutai-me e atendei o meu clamor!/


Inclinai o vosso ouvido à minha prece,


pois não exite falsidade nos meus lábios!


2) Os meus passos eu firmei na vossa estrada,/
e por isso os meus pés não vacilara./
Eu vos chamo, ó meu Deus, porque me ouvis,/
inclinai o vosso ouvido e escutai-me!


3) Protegei-me qual dos olhos a pupila,/
e guardai-me, à proteção de vossas asas./
Mas eu verei, justificado, a vossa face/
e ao despertar me saciará vossa presença.