Mudanças entre as edições de "18/03/2012 Salmo 136"

De Wiki Canção Nova
Ir para: navegação, pesquisa
(Criou página com ' Que se prenda a minha língua ao céu da boca,/ se de ti, Jerusalém, eu me esquecer. Que se prenda a minha língua ao céu da boca,/ se de ti, Jerusalém, eu me esquec...')
 
 
Linha 1: Linha 1:
 +
 +
F/A  G/B  C              G/B              Am7
 +
Que  se  prenda a minha língua ao céu da boca,/
 +
      F        G        Em7    Am7
 +
se de ti, Jerusalém, eu me esquecer. (Bis)
  
 
+
Am7                    F          G            Am7 
Que se prenda a minha língua ao céu da boca,/
+
Junto aos rios da Babilônia/nos sentávamos chorando,/
 
+
        Am7        F         
se de ti, Jerusalém, eu me esquecer.
+
(nos sentávamos chorando,)
 
+
        G      Am7
Que se prenda a minha língua ao céu da boca,/
+
com saudades de Sião./  
 
+
                G/B  C
se de ti, Jerusalém, eu me esquecer.
+
Nos salgueiros por ali/  
 
+
      Dm7            C/E
 
+
penduraremos nossas harpas.
1- Junto aos rios da Babilônia/  
+
                      F
 
+
(Nos salgueiros por ali/
nos sentávamos chorando,/
+
        G    Em7      Am7
 
+
penduraremos nossas harpas.)
com saudades de Sião./  
 
 
 
Nos salgueiros por ali/  
 
 
 
penduraremos nossas harpas.
 
 
 
  
 
2- Pois foi lá que os opressores nos pediram nossos cânticos;/ nossos guardas exigiam/ alegria na tristeza:/ “Cantai hoje para nós/ algum canta de Sião.
 
2- Pois foi lá que os opressores nos pediram nossos cânticos;/ nossos guardas exigiam/ alegria na tristeza:/ “Cantai hoje para nós/ algum canta de Sião.
Linha 26: Linha 25:
  
 
4- Que se cole a minha língua/ e se prenda ao céu da boca,/ se de ti não me lembrar! Se não for Jerusalém/ minha grande alegria.
 
4- Que se cole a minha língua/ e se prenda ao céu da boca,/ se de ti não me lembrar! Se não for Jerusalém/ minha grande alegria.
 +
 +
 +
'''Pianos e arranjos: @paulinhodejesus
 +
'''

Edição atual tal como às 11h59min de 27 de fevereiro de 2012

F/A  G/B  C              G/B              Am7
Que  se   prenda a minha língua ao céu da boca,/ 
      F         G        Em7    Am7
se de ti, Jerusalém, eu me esquecer. (Bis)
Am7                    F           G            Am7   
Junto aos rios da Babilônia/nos sentávamos chorando,/
       Am7        F           
(nos sentávamos chorando,)
        G       Am7
com saudades de Sião./ 
               G/B   C
Nos salgueiros por ali/ 
     Dm7            C/E
penduraremos nossas harpas.
                     F
(Nos salgueiros por ali/ 
        G    Em7       Am7
penduraremos nossas harpas.)

2- Pois foi lá que os opressores nos pediram nossos cânticos;/ nossos guardas exigiam/ alegria na tristeza:/ “Cantai hoje para nós/ algum canta de Sião.

3- Como havemos de cantar/ os cantares do Senhor/ numa terra estrangeira? Se de ti, Jerusalém,/ algum dia eu me esquecer,/ que resseque a minha mão!

4- Que se cole a minha língua/ e se prenda ao céu da boca,/ se de ti não me lembrar! Se não for Jerusalém/ minha grande alegria.


Pianos e arranjos: @paulinhodejesus