Bodas de Caná

De Wiki Canção Nova
Revisão de 09h49min de 17 de março de 2009 por Arenata (discussão | contribs)
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para: navegação, pesquisa

Bodas de Caná

As Bodas de Caná refere-se a uma perícopa bíblica narrada no evangelho de João capítulo 2, versículos de 1 a 11. É a primeira manifestação - ou sinal - da divindade de Jesus Cristo em sua pregação terrestre. Esta perícopa só está presente no evangelho de João.

História

Jesus, seus discípulos e sua mãe foram convidados para um casamento em Caná, na Galiléia. No meio da festa o vinho acabou e Maria, mãe de Jesus, em tom de petição, comunica-lhe o sucedido. Acabar a bebida durante uma festa era visto como um escândalo e seria uma desonra para os noivos e o fim da festa. João, o narrador, não esclarece o motivo que ocasionou a falta de vinho, mas pela narração da orientação de Maria aos serventes para que fizessem o que Jesus dissesse, percebe-se certa apreensão por esta falta de vinho, e que deve ter havido algum pedido de um dos responsáveis pela festa a Maria para que intercedesse por eles junto a Jesus, na busca por uma solução. Após Jesus ter questionado não ter chegado ainda a hora da revelação de sua divindade ("Minha hora ainda não chegou"), resolveu atender ao apelo da mãe. Em seis potes (talhas) de água que serviam para que os convidados procedessem aos rituais de purificação, segundo o costume hebraico, Jesus ordenou que fossem enchidas até à boca. Cada uma delas comportava em torno de cem litros de água. Em seguida, Jesus ordenou aos serventes que as levassem até ao «mestre-sala». Este experimentou o conteúdo das talhas e chamando o noivo comentou: "Todos servem primeiro o vinho melhor e, quando os convidados já estão embriagados, servem o vinho menos bom. Mas tu guardaste o vinho bom até agora!". A água havia-se convertido em vinho. Conforme narra João, este seria o primeiro dos sinais (milagres) de Jesus Cristo.

A Perícope

João 2,1-11

Bodas de Caná

1 Três dias depois houve um casamento em Caná da Galiléia. A mãe de Jesus estava presente.

2 Também Jesus e seus discípulos tinham sido convidados para o casamento.

3 Como o vinho veio a faltar, a mãe de Jesus lhe disse: "Eles não têm mais vinho".

4 Jesus respondeu-lhe: "Mulher, por que dizes isto a mim? Minha hora ainda não chegou".

5 Sua mãe disse aos que estavam servindo: "Fazei o que ele vos disser".

6 Estavam seis talhas de pedra colocadas aí para a purificação que os judeus costumam fazer.Em cada uma delas cabiam mais ou menos cem litros.

7 Jesus disse aos que estavam servindo: "Enchei as talhas de água". Encheram-nas até a boca.

8 Jesus disse: "Agora tirai e levai ao mestre-sala". E eles levaram.

9 O mestre-sala experimentou a água, que se tinha transformado em vinho. Ele não sabia de onde vinha, mas os que estavam servindo sabiam, pois eram eles que tinham tirado a água.

10 O mestre-sala chamou então o noivo e lhe disse: "Todo mundo serve primeiro o vinho melhor e, quando os convidados já estão embriagados, serve o vinho menos bom. Mas tu guardaste o vinho bom até agora!"

11 Este foi o início dos sinais de Jesus. Ele o realizou em Caná da Galiléia e manifestou a sua glória, e seus discípulos creram nele.


Referência: wikipédia