Mudanças entre as edições de "Dom da interpretação"

De Wiki Canção Nova
Ir para: navegação, pesquisa
 
Linha 26: Linha 26:
  
  
Normalmente, nem aquele que fala em línguas nem os outros entendem o que se enuncia. Mas o Senhor, muitas vezes, quer que aquela [[oração]] seja de [[edificação]] para a comunidade; quer usar o veículo das línguas para falar à comunidade. Então, o Senhor dá, à mesma pessoa ou a outra pessoa, o dom da interpretação. É portanto outro [[dom]]: o dom de interpretar - não se trata de tradução.
+
Normalmente, nem aquele que fala em línguas nem os outros entendem o que se enuncia. Mas o Senhor, muitas vezes, quer que aquela [[oração]] seja de [[edificação]] para a comunidade; quer usar o veículo das línguas para falar à comunidade. Então, o Senhor dá, a mesma pessoa ou a outra pessoa, o dom da interpretação. É, portanto, outro [[dom]]: o dom de interpretar - não se trata de tradução.
  
  
Às vezes, Deus nos fala por meio do dom de [[Profeta|profecia]] em línguas. Nossa oração em línguas é uma oração de louvor, de adoração, de intercessão; é uma oração para Deus; não precisa de interpretação. Mas quando Deus usa o mesmo canal de oração em línguas para nos dirigir uma palavra de profecia, faz-se necessária a interpretação, do contrário a profecia não pode ser feita.
+
Às vezes, Deus nos fala por meio do dom de [[Profeta|profecia]] em línguas. Nossa oração em línguas é uma oração de louvor, de adoração, de intercessão. É uma oração para Deus; não precisa de interpretação. Mas quando Deus usa o mesmo canal de oração em línguas para nos dirigir uma palavra de profecia, faz-se necessária a interpretação, do contrário a profecia não pode ser feita.
  
  
No momento em que o grupo de oração se reúne, naquele instante de silêncio, alguém é movido pelo Espírito Santo a [[falar em línguas]]; e fala algumas frases em línguas. Deus suscita nesse momento o dom da interpretação, ao qual precisamos estar abertos. Como acontece isso?
+
No momento em que o grupo de oração se reúne, naquele instante de silêncio, alguém é movido pelo Espírito Santo a [[falar em línguas]]; e fala algumas frases [em línguas]. Deus Pai suscita nesse momento o dom da interpretação, ao qual precisamos estar abertos. Como acontece isso?
  
  
Vem à nossa mente, a nosso coração, a interpretação, o sentido daquelas palavras em línguas. E isso nos vem da mesma forma que o dom da profecia. Sentimos a interpretação nascer em nós. Esse dom é muito precioso, ele causa uma impressão maravilhosa na [[assembléia]]. É uma palavra muito forte, muito consoladora, que vem de Deus, e é expressa na [[linguagem dos anjos]], na linguagem própria do Espírito Santo.
+
Vem à nossa mente, a nosso coração, a interpretação, o sentido daquelas palavras em línguas. E isso nos vem da mesma forma que o dom da profecia. Sentimos a interpretação nascer em nós. Esse dom é muito precioso, ele causa uma impressão maravilhosa na [[assembleia]]. É uma palavra muito forte, muito consoladora, que vem de Deus, e é expressa na [[linguagem dos anjos]], na linguagem própria do Espírito Santo.
  
  
 
'''.: Voltar para [[Pentecostes]]'''
 
'''.: Voltar para [[Pentecostes]]'''

Edição atual tal como às 15h26min de 18 de maio de 2012

Pentecostes.jpg


Dons
Dom da Fé
Dom da Profecia
Dom da Cura
Dom de línguas
Dom de Milagres
Dom do Discernimento
Palavra de Ciência
Palavra de Sabedoria


Normalmente, nem aquele que fala em línguas nem os outros entendem o que se enuncia. Mas o Senhor, muitas vezes, quer que aquela oração seja de edificação para a comunidade; quer usar o veículo das línguas para falar à comunidade. Então, o Senhor dá, a mesma pessoa ou a outra pessoa, o dom da interpretação. É, portanto, outro dom: o dom de interpretar - não se trata de tradução.


Às vezes, Deus nos fala por meio do dom de profecia em línguas. Nossa oração em línguas é uma oração de louvor, de adoração, de intercessão. É uma oração para Deus; não precisa de interpretação. Mas quando Deus usa o mesmo canal de oração em línguas para nos dirigir uma palavra de profecia, faz-se necessária a interpretação, do contrário a profecia não pode ser feita.


No momento em que o grupo de oração se reúne, naquele instante de silêncio, alguém é movido pelo Espírito Santo a falar em línguas; e fala algumas frases [em línguas]. Deus Pai suscita nesse momento o dom da interpretação, ao qual precisamos estar abertos. Como acontece isso?


Vem à nossa mente, a nosso coração, a interpretação, o sentido daquelas palavras em línguas. E isso nos vem da mesma forma que o dom da profecia. Sentimos a interpretação nascer em nós. Esse dom é muito precioso, ele causa uma impressão maravilhosa na assembleia. É uma palavra muito forte, muito consoladora, que vem de Deus, e é expressa na linguagem dos anjos, na linguagem própria do Espírito Santo.


.: Voltar para Pentecostes