Mudanças entre as edições de "Mulher, grande é tua fé"

De Wiki Canção Nova
Ir para: navegação, pesquisa
(Nova página: == Angelica - 09/05/2010 - <small>'''código CD 25. 06823 '''</small> == <font color=#ff0000>'''Adquira esta Pregação pela Central de Atendimento 24 horas (12)3186 2600 </font>...)
 
 
Linha 38: Linha 38:
 
Os olhos dele dilataram, e teve algumas alterações, a médica pediu que eu saísse um minuto, naquele momento me senti sem chão nenhum, sai do quarto parecia que não sentia nada, quando sai já tinha muitos irmãos de comunidade, muitas pessoas que foram nos apoiar, o Pe Paulo Ricardo foi conversar comigo e com o Emerson, _ muito mais do que vocês amam a ele, [[Deus]] o ama, mais que seu amor de mãe, mais que seu amor de Pai. Ele ama o Gabriel, então deixe [[Deus]] fazer a vontade Dele na vida do Gabriel, Ele sabe o que é melhor para ele. Aquela palavra caiu bem no meu coração naquele momento, senti a pessoa de Cristo na pessoa do Pe Paulo Ricardo. Pe Paulo celebrou uma missa em um quarto, para nós e os amigos que estavam lá. Depois os médicos nos chamaram e passaram a informação de que havia tido a morte cerebral, mas os outros órgãos estavam funcionando tínhamos que esperar. Os médicos falaram para que falássemos com ele, falássemos tudo o que queríamos. Nestes momentos, diante da medicina até que era impossível, mas como os médicos nos conheciam e sabiam da nossa fé, ele poderia melhorar.  
 
Os olhos dele dilataram, e teve algumas alterações, a médica pediu que eu saísse um minuto, naquele momento me senti sem chão nenhum, sai do quarto parecia que não sentia nada, quando sai já tinha muitos irmãos de comunidade, muitas pessoas que foram nos apoiar, o Pe Paulo Ricardo foi conversar comigo e com o Emerson, _ muito mais do que vocês amam a ele, [[Deus]] o ama, mais que seu amor de mãe, mais que seu amor de Pai. Ele ama o Gabriel, então deixe [[Deus]] fazer a vontade Dele na vida do Gabriel, Ele sabe o que é melhor para ele. Aquela palavra caiu bem no meu coração naquele momento, senti a pessoa de Cristo na pessoa do Pe Paulo Ricardo. Pe Paulo celebrou uma missa em um quarto, para nós e os amigos que estavam lá. Depois os médicos nos chamaram e passaram a informação de que havia tido a morte cerebral, mas os outros órgãos estavam funcionando tínhamos que esperar. Os médicos falaram para que falássemos com ele, falássemos tudo o que queríamos. Nestes momentos, diante da medicina até que era impossível, mas como os médicos nos conheciam e sabiam da nossa fé, ele poderia melhorar.  
  
Começamos a orar conversar com ele. Os amigos começaram a enviar imagens para nós, de [[São Miguel]], Santa Terezinha, Nossa Senhora de Fátima. E falávamos que [[Deus]] podia, não só curar mas também salvar, e que se o Gabriel fosse, sabíamos a educação que demos, e que ele iria para o céu.
+
Começamos a orar conversar com ele. Os amigos começaram a enviar imagens para nós, de São Miguel, Santa Terezinha, Nossa Senhora de Fátima. E falávamos que [[Deus]] podia, não só curar mas também salvar, e que se o Gabriel fosse, sabíamos a educação que demos, e que ele iria para o céu.
  
 
Depois de 42 horas o quadro dele ainda não havia mudado, e os médicos nos pediram mais 12 horas, o Emerson foi para casa dar as noticias para os irmãos.
 
Depois de 42 horas o quadro dele ainda não havia mudado, e os médicos nos pediram mais 12 horas, o Emerson foi para casa dar as noticias para os irmãos.

Edição atual tal como às 13h51min de 13 de maio de 2010

Angelica - 09/05/2010 - código CD 25. 06823

Adquira esta Pregação pela Central de Atendimento 24 horas (12)3186 2600


Local: Rincão do meu Senhor / Cachoeira Paulista.


Horário: 11:15 Hs. / Kairos dia das mães


Devemos educar nossas crianças na palavra de Deus, ser presença com eles, brincar, mesmo que você trabalhe o tempo que tem com seu filho tem que ser de qualidade. Não perca tempo esteja com seu filho, ele tem que ser prioridade. Eduque os na palavra de Deus.


Conteudo da Pregação


Bom dia, hoje vim partilhar o testemunho de uma mãe chorona, sou da comunidade Canção Nova a 12 anos tenho 3 filhos, Pedro José de 7 anos, o Gabriel que já está no céu, e a Maria Clara de 8 meses. Vou partilhar com vocês a palavra que saiu para mim e para o Emerson quando estávamos noivos, morávamos na missão de Cuiabá, e em oração a palavra que Deus nos deu foi Tobias 6,18-19.

O que temos que entender é que nossos filhos são primeiro de Deus, Pedro José nasceu em Portugal, quando estávamos na missão de lá, depois voltamos para a missão de Cuiabá onde nasceu o Gabriel.

Hoje vou falar mais do Gabriel, sua voz era melodiosa, brincava muito, era muito carinhoso, ele fazia o coração no ar e colocava o dedo no meio apontando para mim para falar que me amava. E em 2008 fomos visitados pelo Senhor. No dia 17 de setembro de 2008, a missão estava a todo vapor, e o Gabriel começou a demonstrar alguns sintomas, primeiro começamos a perceber que ele estava ficando magrinho, até o Emanuel que era da missão conosco falava para nós que estava percebendo isso nele, e na época achava que era porque ele estava crescendo.

Depois começou a ter algumas tonturas, e ele até brincava com essas tonturas, eu não gostava que ele brincasse com isso e comecei a ficar mais atenta a isso, perguntei na escola e a professora falou que na escola estava tudo normal, não sentia essas tonturas e começamos a achar que ele queria era chamar nossa atenção.

No dia 19 de setembro levamos a pediatra, ela o examinou, e não achou nada de errado nele, sainos do consultório e ele começou a vomitar e reclamar de dor de cabeça, o Emerson voltou com ele correndo para que a médica pudesse ver ele novamente, de inicio achou que poderia ser virose, e que se em 3 dias não melhorasse, ligar para ela. No decorrer desses trés dias, tomando os remédios, ele não melhorava, e percebia que ele não vomitava não por ter algo de errado no estomago, ele sentia a dor de cabeça forte e vomitava, liguei para a médica e ela resolveu tirar um Raio X da cabeça. E constatou sinusite, começamos a fazer o tratamento, mas víamos que a dor de cabeça dele não respondia os remédios os horários, e resolvemos levar a uma médica da comunidade, explicamos todo o processo que fizemos e ela indicou um neurologista, levamos ele fez alguns exames e veio a suspeita do tumor no cérebro

Ele fez uma ressonância na cabeça e confirmou o tumor, os médico disseram que provavelmente este tumor estivesse ali desde um ano de idade mais ou menos mas estava adormecido, e nos acalmava dizendo que ninguém pede exames no filho se não tiver nenhum motivo, só para ter certeza de que não tem nada.

Tinham marcado uma cirurgia para ver que tipo de tumor que era, levamos ele para casa e mesmo com os remédios só aumentava as crises dele, e falei para o Emerson, _ vamos para o hospital, mesmo que não esteja na hora da cirurgia, porque com essas crises que ele tem não tem como ficar aqui, se acontecer algo lá no hospital eles já vão saber como agir.

Fiquei com ele o tempo todo, 6 horas da manha ele piorou um pouco e foi para a UTI, ele estava nos meus braços e perguntava, mamãe vamos voltar para casa? Eu sempre dizia, vamos sim, que eu só o havia levado para o hospital para o bem dele. E na verdade ele está em casa agora, na casa do Pai.

Os olhos dele dilataram, e teve algumas alterações, a médica pediu que eu saísse um minuto, naquele momento me senti sem chão nenhum, sai do quarto parecia que não sentia nada, quando sai já tinha muitos irmãos de comunidade, muitas pessoas que foram nos apoiar, o Pe Paulo Ricardo foi conversar comigo e com o Emerson, _ muito mais do que vocês amam a ele, Deus o ama, mais que seu amor de mãe, mais que seu amor de Pai. Ele ama o Gabriel, então deixe Deus fazer a vontade Dele na vida do Gabriel, Ele sabe o que é melhor para ele. Aquela palavra caiu bem no meu coração naquele momento, senti a pessoa de Cristo na pessoa do Pe Paulo Ricardo. Pe Paulo celebrou uma missa em um quarto, para nós e os amigos que estavam lá. Depois os médicos nos chamaram e passaram a informação de que havia tido a morte cerebral, mas os outros órgãos estavam funcionando tínhamos que esperar. Os médicos falaram para que falássemos com ele, falássemos tudo o que queríamos. Nestes momentos, diante da medicina até que era impossível, mas como os médicos nos conheciam e sabiam da nossa fé, ele poderia melhorar.

Começamos a orar conversar com ele. Os amigos começaram a enviar imagens para nós, de São Miguel, Santa Terezinha, Nossa Senhora de Fátima. E falávamos que Deus podia, não só curar mas também salvar, e que se o Gabriel fosse, sabíamos a educação que demos, e que ele iria para o céu.

Depois de 42 horas o quadro dele ainda não havia mudado, e os médicos nos pediram mais 12 horas, o Emerson foi para casa dar as noticias para os irmãos.

Me lembro do Mons Jonas falando comigo pelo telefone, é até uma frase que sempre escutamos, e que nem parece forte, mais naquele momento difícil para mim, foi tudo, “aguenta firme, minha filha, aguenta firme aguenta firme”.

Tudo isso que passamos não foi fácil para nós, eu e o Emerson não tínhamos condições psicológicas para isso, era Deus que nos segurava naqueles momentos, era a fé em Deus que nos segurava. Quando o Emerson voltou para o hospital estava no quarto conversando com os médicos e enfermeiras, Ele chegou com o bilhetinho do Pedro José, que dizia, Estou com saudades do meu irmão eu amo muito ele, que volte logo para casa.

O Emerson chegou e já olhou direto para os aparelhos, e começou as batidas 15 .. 10...5...0. Os médicos pediram para esperarmos do lado de fora que iriam tentar a reanimação, era 14 hs em Cuiabá, mas no resto do Brasil era 15 hs, e resolvemos rezar o terço da misericórdia. Antes de terminamos o terço o médico chegou e só fez o sinal de que não havia mais nada a fazer. Terminamos o terço e entramos no quarto, para nos despedir dele, pegamos no colo abraçamos ele, ainda estava quentinho, choramos muito, sofremos muito, mas fizemos uma oração de entrega a Deus, de agradecimento pelos 4 anos que tivemos o Gabriel conosco. Lá em Cuiabá é um tempo quente, não costuma ventar e fazia muito tempo que não chovia, quando sainos do hospital para arrumar as coisas para o velório, estava uma ventania, e começou a chover, sentíamos ali Deus, dizendo que sofria conosco, mas que o Gabriel agora ia para junto Dele. Deus se compadece por nós.

Devemos educar nossas crianças na palavra de Deus, ser presença com eles, brincar, mesmo que você trabalhe o tempo que tem com seu filho tem que ser de qualidade. Não perca tempo esteja com seu filho, ele tem que ser prioridade. Eduque os na palavra de Deus.


Detalhes


  • Palavra Tobias 6,18-19
  • Bom dia, hoje vim partilhar o testemunho de uma mãe chorona, sou da comunidade CN a 12 anos tenho 3 filhos, Pedro José de 7 anos, o Gabriel que já está no céu, e a Maria Clara de 8 meses.
  • Hoje vou falar mais do Gabriel, sua voz era melodiosa, brincava muito, era muito carinhoso, ele fazia o coração no ar e colocava o dedo no meio apontando para mim para falar que me amava.
  • No dia 19 de setembro levamos a pediatra, ela o examinou, e não achou nada de errado nele, saímos do consultório e ele começou a vomitar e reclamar de dor de cabeça, o Emerson voltou com ele correndo para que a médica pudesse ver ele novamente, de inicio achou que poderia ser virose, e que se em 3 dias não melhorasse, ligar para ela.
  • No decorrer desses trés dias, tomando os remedi-os, ele não melhorava, e percebia que ele não vomitava por ter algo de errado no estomago, ele sentia a dor de cabeça forte e vomitava, liguei para a médica e ela resolveu tirar um Raio X da cabeça. E constatou sinusite, começamos a fazer o tratamento, mas víamos que a dor de cabeça dele não respondia os remédios os horários
  • Resolvemos levar a uma médica da comunidade, explicamos todo o processo que fizemos e ela indicou um neurologista, levamos ele fez alguns exames e veio a suspeita do tumor no cérebro

Ele fez uma ressonância na cabeça e confirmou o tumor

  • Fiquei com ele o tempo todo, 6 horas da manha ele piorou um pouco e foi para a UTI, ele estava nos meus braços e perguntava mamãe vamos voltar para casa? Eu sempre dizia, vamos sim, que eu só o havia levado para o hospital para o bem dele. E na verdade ele está em casa agora, na casa do Pai.
  • E os olhos dele dilataram, e teve algumas alterações, a médica pediu que eu saísse um minuto, naquele momento me senti sem chão nenhum, sai do quarto parecia que não sentia nada, quando sai já tinha muitos irmãos de comunidade, muitas pessoas que foram nos apoiar, o Pe Paulo Ricardo foi conversar comigo e com o Emerson, e falou, muito mais do que vocês amam a ele Deus o ama, mais que seu amor de mãe, mais que seu amor de Pai. Ele ama o Gabriel, então deixe Deus fazer a vontade Dele na vida do Gabriel, Ele sabe o que é melhor para ele.
  • Aquela palavra caiu bem no meu coração naquele momento, senti a pessoa de Cristo na pessoa do Pe Paulo Ricardo. Pe Paulo celebrou uma missa em um quarto, para nós e os amigos que estavam lá. Depois os médicos nos chamaram e passaram a informação de que havia tido a morte cerebral, mas os outros órgãos estavam funcionando tínhamos que esperar
  • Me lembro do Mons Jonas falando comigo pelo telefone, é até uma frase que sempre escutamos, e que nem parece forte, mais naquele momento difícil para mim, foi tudo, “aguenta firme, minha filha, aguenta firme aguenta firme”.
  • O Emerson chegou e já olhou direto para os aparelhos, e começou as batidas 15 .. 10...5...0. Os médicos pediram para esperarmos do lado de fora que iriam tentar a reanimação, era 14 hs em Cuiabá, mas no resto do Brasil era 15 hs, e resolvemos rezar o terço da misericórdia.
  • Antes de terminamos o terço o médico chegou e só fez o sinal de que não havia mais nada a fazer. Terminamos o terço e entramos no quarto, para nos despedir dele, pegamos no colo abraçamos ele, ainda estava quentinho, choramos muito, sofremos muito, mas fizemos uma oração de entrega a Deus, de agradecimento pelos 4 anos que tivemos o Gabriel conosco.
  • Lá em Cuiabá é um tempo quente, não costuma ventar e fazia muito tempo que não chovia, quando saímos do hospital para arrumar as coisas para o velório, estava uma ventania, e começou a chover, sentíamos ali Deus, dizendo que sofria conosco, mas que o Gabriel agora ia para junto Dele.

Deus se compadece por nós.

  • Animação Emanuel